MP apura falta de segurança na linha Ponta Negra/Parnamirim


O Ministério Público resolveu apurar a falta de segurança aos passageiros da linha Ponta Negra/Parnamirim/Ponta Negra. A promotora Luciana Maria Maciel Cavalcanti Ferreira de Melo instaurou um inquérito civil com o objetivo de apurar a carência de transporte coletivo na linha, principalmente quanto a falta de segurança à vida e saúde dos usuários.


Na portaria que instaura o inquérito, a promotora lembra que essa linha de transporte coletivo “é a única responsável pelo traslado dos cidadãos parnamirinenses para a praia de Ponta Negra,sendo esta a principal praia do litoral, onde se situam universidades, shoppings e diversos pontos de comércio e lazer, fazendo com que a demanda para a esta linha seja significativa e deva ser atendida com eficiência e de maneira segura”.


De acordo com Luciana Maciel, a situação da linha, no ano de 2007, era de risco para a saúde e vida de seus usuários, “visto que circulava com excesso de passageiros e de velocidade, além das manobras imprudentes realizadas por seus condutores e da conduta desrespeitosa empreendida por eles para com os passageiros”.


A promotora de Justiça pediu que Secretaria de Trânsito e Transporte de Parnamirim remeta, no prazo de 10 dias, as seguintes  informações:


1 – Quantos veículos compõe, atualmente, a linha Ponta Negra/Parnamirim/Ponta Negra e quantos percorriam esse trajeto no ano de 2007, bem como quais as empresas que executam o serviço;


2 – Quais os horários e o itinerário desses veículos;


3 – Acerca das carências deste transporte coletivo: ainda circulam com excesso de passageiros e de velocidade. 

Fonte: Tribuna do Norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.