Especial UNIBUS RN: Um motorista que salvou dezenas de vidas e virou herói

Um homem simples, com fala mansa e jeito de herói. Este é José da Silva, um motorista que ficou conhecido em todo o Nordeste, e em especial no Ceará, pela frieza e habilidade para salvar dezenas de passageiros de um grave acidente em 2011 na BR 116, próximo a Fortaleza. Ele é o personagem da terceira e última reportagem do Especial UNIBUS RN sobre o 4º Encontro de Busólogos da Expresso Guanabara.
A fama de José no Ceará e principalmente na busologia regional se deu em 13 de julho de 2011. Na ocasião, um acidente envolvendo dois caminhões tanque e um reboque resultou na morte de cinco pessoas. A colisão frontal aconteceu no km 89 da BR 116, no município de Chorozinho, ainda próximo a Fortaleza. Nesse acidente, cinco pessoas morreram – todas ocupantes dos caminhões envolvidos.
Mas, porque um acidente tão trágico deixou este homem simples tão famoso? A perícia e o sangue frio na sua condução que salvaram, além da vida dele, 31 passageiros que estavam naquele ônibus, que seguia de Fortaleza para Recife. Para escapar daquela tragédia anunciada, ele puxou o ônibus para o acostamento e acabou entrando 50 metros dentro da mata que ficava ao lado da rodovia. Ninguém no ônibus ficou ferido.
“Estou bem fisicamente, estão me chamando de herói porque consegui salvar todos os passageiros. Mas não estou bem psicologicamente. Escutei um dos motoristas que morreu no acidente gritando por socorro e eu não pude fazer nada para ajudá-lo. Ele já estava em chamas, no meio das labaredas”, disse emocionado ao jornal cearense Diário do Nordeste em reportagem veiculada após o trágico acontecimento.
Porém, recuperado fisicamente e psicologicamente do fato, hoje José não trabalha mais na estrada. Fica apenas em Fortaleza, trabalhando na matriz da Expresso Guanabara, no bairro de Messejana. Só assume o volante em ocasiões especiais, como no traslado dos participantes do 4º Encontro de Busólogos promovido pela empresa e pelo portal Fortalbus.
Por isso, ele é nosso personagem da última matéria dessa série especial que cobriu o maior encontro da busologia nacional, concedendo entrevista ao UNIBUS RN sobre os motivos que o tornaram herói local e pessoa famosa na busologia nacional. Confira abaixo a entrevista concedida ao nosso portal:
UNIBUS RN: José, gostaríamos que o senhor explicasse como ocorreu aquele acidente e como o senhor conseguiu salvar tantas vidas.
José da Silva: Isso aí é uma coisa que a vida da gente planta na nossa profissão, procurando fazer o caminho certo. E, de tanto levar aquele lado bom da nossa conduta, em um dia que é preciso agente consegue realizar algo como o que fiz – até mesmo por presenciar outros acidentes. Mas, com certeza, esse ficou na minha história. Só agradeço a Deus por hoje estar aqui contando essa história pra vocês e é como digo: é uma coisa que, pra chegar a um ponto como o do acidente, tem sempre de andar certo, fazer sempre sua parte. Um dia, quando precisar, você vai acertar.
UNIBUS RN: Depois do acidente, continua rodando ou pensou em parar?
José: Eu, depois do acidente, tive uma mudança. Fiquei abalado e minha família também. Por isso, falei com a direção da empresa e me foi dada a oportunidade de continuar na Guanabara, prestando serviços mais leves. Mas, com essa mudança, o alívio de poder dormir em casa todo o dia é grande por não estar mais na estrada. E não pensei em parar.
UNIBUS RN: Qual é a lição que o senhor tirou desse fato e quer colocar como exemplo para aqueles que estão começando na profissão de motorista?
José: Pra quem está começando ou pra quem já está na estrada, aconselho trabalhar certo. Fazendo o certo, tudo o que você faz você acerta e se dá bem nessa profissão. Agora, se você quiser dirigir e não tem coragem de ir para uma estrada, não aconselho continuar. Essa profissão depende de muita concentração e, principalmente, da forma como você quer trabalhar – sendo boa, leva todo mundo com segurança.
Por Andreivny Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.