Retrospectiva 2012: O que aconteceu em julho e agosto

O ano está acabando. 2012 foi um ano significativo no que diz respeito ao transporte aqui no Rio Grande do Norte – protestos, insegurança, greves, venda de empresas, linhas novas… Enfim, muitos foram os fatos marcantes em 2012 no nosso segmento.
Por isso, até o dia 30, o UNIBUS RN traz uma série de matérias fazendo uma retrospectiva dos principais fatos do transporte potiguar neste ano. Na quarta parte da nossa retrospectiva, iniciamos o segundo semestre com os principais fatos de julho e agosto.
Julho: O sétimo mês do ano, que tradicionalmente é morno em todos os segmentos sociais, devido a vários fatores (principalmente por conta das férias de milhares de pessoas) foi bastante movimentado no transporte potiguar.
Neste mês, quando se iniciava a campanha eleitoral visando os cargos de Prefeito e Vereador em Natal, o UNIBUS RN foi convidado pela SIM TV para participar de uma série de programas que contava com a presença de todos os então candidatos para a vaga no Palácio Felipe Camarão.
Em relação à segurança, a implantação do “Botão do Pânico” na frota de ônibus em Natal, proposta em janeiro, veio a ser implementada em parte da frota em julho. Colocada em prática efetivamente no mês de agosto em cerca de 200 veículos, a iniciativa visava uma melhor ação da polícia para o combate aos assaltos e a outros casos de violência que envolvia os veículos.
Ainda em julho, um evento de grande porte teve uma edição em Natal. Passeando por todo o país expondo seus novos produtos da linha voltada aos ônibus, a Caravana Volvo passou pelo Rio Grande do Norte. A cidade contemplada pela passagem do evento foi Parnamirim, sendo a concessionária Gotemburgo palco de intensas negociações com os frotistas e palco para várias fotos dos busólogos presentes.
Já que, no início deste texto falamos em férias, há de se lembrar de viagem. Como aqui no RN, o transporte rodoviário está mal das pernas, uma demonstração dessa situação aconteceu em julho. Na cidade de Caicó, três ônibus da Jardinense foram apreendidos por ordem do Ministério Público após a empresa não conseguir cumprir ordens judiciais para melhoria dos seus serviços.
Porém, o mês de julho foi marcado, mesmo, pela renovação de frota de quatro empresas de ônibus da região metropolitana de Natal. Uma delas foi a Oceano, que incorporou veículos seminovos oriundos das empresas Metropolitana e Caxangá, de Pernambuco, para suas operações semiurbanas. Os veículos foram destinados, sobretudo, para as linhas que atendem os bairros Golandim e Jardim Petrópolis, em São Gonçalo, e a linha que atende a cidade de Extremoz.
Seguindo a mesma fórmula de renovação da Oceano, a Guanabara também trouxe para sua frota diversos ônibus recém desativados das empresas Metropolitana e Caxangá. Variando o chassi e a configuração interna (com e sem cobrador), os veículos foram distribuídos em várias linhas da empresa, fazendo com que os veículos fabricados antes de 2002 fossem desativados da frota da Guanabara.
Quem também iniciou as operações de veículos seminovos em julho foi a Conceição. Adquiridos no mês anterior juntamente com 10 ônibus novos, cerca de 40 ônibus vindos das empresas Itamaracá e Cidade Alta, também de Pernambuco, renovaram e aumentaram a frota da Conceição. Quase todas as linhas ganharam veículos desse lote.
E no mês de julho, aconteceu a primeira renovação de frota potiguar com veículos da tecnologia Euro V. A responsável pelo primeiro veículo com tais configurações foi a Campos, ao trazer um lote de apenas um ônibus, usando o chassi 17.230 OD, da Volkswagen, e montado no modelo Apache Vip II, da Caio. Ainda em julho, o veículo iniciou suas operações.
Agosto: O oitavo mês do ano também teve vários fatos marcantes no transporte potiguar.
Um dos grandes fatos do transporte potiguar ocorreu em agosto – talvez o maior deles. Neste mês, a Riograndense – tradicional empresa de ônibus potiguar – encerrou suas atividades após 61 anos operando linhas urbanas e intermunicipais. De acordo com nota divulgada pelo SETURN, a falência se deu por uma grave crise econômica que há tempos assolava a empresa. Até hoje fórmulas para resolver os transtornos causados pela falência são procurados pelas autoridades.
Por conta dessa falência, a SEMOB precisou agir e, em agosto, a linha 700 foi criada para suprir a demanda das linhas operadas pela Riograndense nos conjuntos Nova Natal, Nordelândia e Cidade Praia – todos na Zona Norte. Essa linha levava os moradores dessas localidades para o terminal do Soledade I, onde, por meio do “Passe Livre”, podiam se locomover por toda a cidade. Porém, a linha só funcionou por um dia.
Porém, em contraponto aos acontecimentos relacionados à falência da Riograndense, a Prefeitura do Natal surpreendeu aos usuários com um reajuste da tarifa anunciado na noite da véspera da implementação do novo valor. Na noite de 27 de agosto, foi anunciado o reajuste da tarifa, com o valor subindo para R$ 2,40 já na manhã do dia 28, o que pegou muita gente de surpresa. O reajuste foi revogado em setembro, em meio a vários protestos.
Saindo um pouco dos fatos tumultuados, o mês de agosto reservou novidades para os usuários de duas linhas de ônibus de Natal. Uma delas foi o Circular da UFRN, que ganhou naquele mês o reforço da empresa Cidade do Natal operando também na linha.
Também em agosto, os usuários da linha 34 tiveram que se adaptar ao seu novo itinerário. Naquele mês, a SEMOB anunciara a mudança do terminal – saindo da Cidade da Esperança e indo para Cidade Nova – e do ponto-retorno da linha, que passava a ser na Rodoviária Velha, na Ribeira, deixando assim de atender ao bairro das Rocas.
Mas, a maior das novidades de agosto esteve nessa página. Surpreendentemente, na manhã de 30 de agosto, o UNIBUS RN atingiu a marca expressiva de 100 mil acessos, onde até hoje agradecemos a você, caro leitor, por fazer deste site uma referência quando se trata de transporte no RN.
E, por aqui, encerramos mais uma parte da retrospectiva 2012 do UNIBUS RN. Amanhã, falaremos dos fatos que aconteceram em setembro e outubro no transporte potiguar. Aguarde!
Por Andreivny Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.