Obras de recapeamento asfáltico e tapa-buracos mudam a cara da zona Norte

Transitar pelas ruas da cidade de Natal, nos últimos meses, estava sendo uma aventura. Em alguns locais, ainda continua sendo. Os buracos já haviam sido incorporados a paisagem de diversas ruas e avenidas. A reclamação de motoristas era constante e estava sendo comum encontrar carros ‘presos’ nos buracos. No entanto, pouco a pouco, as ações desenvolvidas pela Prefeitura de Natal de recapeamento asfáltico, da operação tapa-buracos e de pavimentação vêm mudando a cara da cidade, em especial da zona Norte de Natal. A população já começa a perceber as mudanças.
O secretário Adjunto de Operações da Secretaria Municipal de Obras Públicas e Infraestrutura (Semopi), Caio Pascoal, responsável pelas obras novas e de recapeamento asfáltico, explicou que estas tem um prazo de conclusão de 120 dias, mas devem ser concluídas dentro de 90 dias e envolvem 44 ruas ou segmentos de ruas. As obras estão orçadas em aproximadamente R$ 11,2 milhões, sendo R$ 10 milhões de recursos do Governo Federal, por meio do Ministério das Cidades, e R$ 1,2 milhão de contrapartida do Município.
Caio Pascoal disse que as obras já foram concluídas em Neopólis, que compreendeu a avenida dos Pinheirais, a Alameda das Acácia e a rua dos Ipês, bem como no Planalto, que foram realizadas nas  ruas Agrestina e Monte Reis. Na avenida Engenheiro João Hélio Alves da Costa, uma das principais vias do Planalto, 80% da obra já foi realizada e deve ser concluída em dez dias. Ainda serão feitos recapeamentos nas ruas Miramante, Rainha do Mar e Paracati. Após a conclusão do Planalto, as ruas de Cidade da Esperança serão contempladas com as obras de recapeamento.
“As obras de recapeamento são diferentes da operação tapa-buraco. Essas ações são dentro de um contrato fechado que abrange um número determinado de ruas (44 no total) e a operação tapa-buraco é uma ação contínua e rotineira. Já é possível perceber a mudança e o conforto que o recapeamento proporciona. Quem trafega pelo Planalto, em especial pelo anel viário, percebe a mudança, pois a velocidade média do transporte aumenta, o trânsito flui mais rápido e, consequentemente, valoriza cada vez mais a região.
Na zona Sul da cidade, a avenida Nascimento de Castro, em Lagoa Nova, também deverá receber recapeamento asfáltico no trecho que compreende da avenida Salgado Filho até as proximidades do Idema. Outra área contemplada será a avenida Santos Dumont, em Mirassol, que vai da Universidade Federal do Rio Grande do Norte até a marginal da BR 101, onde o trecho apresenta muitos buracos e que apenas a operação tapa-buracos é inviável para solucionar o problema.
Na manhã desta sexta-feira (18), o trabalho de recapeamento passou a ser intensificado na zona Norte de Natal, começando pela rua Jussara, em Santa Catarina, para depois passar pelas avenidas Nosso Senhor do Bonfim, Bahia e Salvador. A avenida Tocantínea também deverá receber reforço no recapeamento. Além da operação de recapeamento, uma equipe da Urbana estava espalhada ao longo da avenida Itapetinga, no Santarém, fazendo a limpeza do canteiro central e da via.
Na rotatória que fica no cruzamento das avenidas Itapetinga com a das Fronteiras, os buracos tomavam de conta de uma extensão de mais de 200 metros na via. O trabalho de recapeamento já foi feito e a população comemora as mudanças. Berenilson Soares trabalha na avenida das Fronteiras, em frente aos buracos, e já testemunhou vários carros quebrados no local. “Carro quebrado era a coisa mais comum de se encontrar aqui. Devia ser construída uma oficina aqui, pois era serviço garantido. Agora, em vista do que estava, melhorou 100%. Vemos que esse trabalho não era feito porque não tinha interesse da prefeita, porque em poucos dias já vemos o resultado”, destacou o trabalhador.
Na avenida Tocantínea, na divisa entre Pajuçara e o Gramoré, uma equipe estava na manhã de hoje concluindo o trabalho de pavimentação da via, para começar o trabalho de recapeamento. Mais adiante na avenida Tocantínea, desta vez no cruzamento com a Avenida Moema Tinoco, outra equipe estava preparando o local para iniciar as obras de recapeamento.
A dona de casa Valéria Guerra mora há mais de 40 anos na avenida Moema Tinoco e conta que os problemas de buraco na via são constantes, mas que sempre eram feitos reparos, mesmo que paliativos. “Mas nos últimos anos foi abandonado pela Prefeitura. Antes faziam consertos artificiais, mas recentemente nem isso. O buraco só aumentava e ninguém fazia nada. Hoje, os buracos são grandes e profundos, dá até para nadar se quiser”, ironiza a moradora.
Ela conta que já presenciou vários acidentes, pois a avenida é estreita e o motorista ao tentar desviar do buraco colide frontalmente com outro veículo. “Sempre vi acidentes aqui. Fico feliz de que o novo prefeito já mandou consertarem esse buraco, mostra que quem quer fazer, faz e não tem enrolação. Até mesmo o lixo que era espalhado pelas ruas”, conta a dona de casa.
Foto: Heracles Dantas (Jornal de Hoje)
Compartilhe esta matéria

Administração UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *