Falta de limpeza do ar condicionado em ônibus possibilita o surgimento de doenças respiratórias

A Associação Sul Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Aquecimento e Ventilação (ASBRAV) alerta para a necessidade de limpeza dos equipamentos de ar condicionado em ônibus, a fim de evitar o surgimento ou agravamento de doenças respiratórias. Isso ocorre porque o ar que chega aos usuários do transporte passa pelos filtros do aparelho, que sem a devida higienização, possibilitam a proliferação de ácaros, bactérias, vírus e fungos, causadores da bronquite e da rinite, assim como infecções respiratórias.

“O correto é realizar limpezas dos filtros de ar todos os meses, e uma vez por ano uma limpeza total do sistema de ar condicionado do ônibus”, alerta o diretor de ensino e treinamento da ASBRAV, Paulo Beyer.
É necessário higienizar os filtros e o próprio equipamento, para evitar que as pessoas respirem em um ambiente contaminado. Também é preciso limpar a tubulação pela qual o ar é distribuído, evitando o acúmulo de sujeira que pode ser inalada pelos usuários do transporte. A renovação do ar também é fundamental.
Fonte: Portal SEGS
Compartilhe esta matéria

Administração UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *