Mossoró: Usuários não concordam com possível aumento da tarifa

A passagem de ônibus coletivo deverá subir. As empresas que operam o transporte coletivo procuraram a Prefeitura Municipal de Mossoró (PMM) para negociar o aumento da tarifa. Uma comissão formada por representantes da Prefeitura, empresas, Sindicato dos Motoristas, Ministério Público e usuários foi formada para discutir a questão.
O secretário municipal do Desenvolvimento Urbano, Alexandre Lopes, esclarece que a comissão foi formada para averiguar as tarifas de hoje e apresentar uma proposta de reajuste. “Faz três anos que a passagem de ônibus não aumenta. A lei municipal determina que esse reajuste seja anual. As empresas reclamam que teve aumento nos combustíveis, aumento da folha de pessoal, entre outros. Então pediram para que fosse feito esse estudo”, diz o secretário.
Segundo Alexandre Lopes, a nova tarifa de ônibus deve ficar entre R$ 2 e R$ 2,10, o que representa um aumento em torno de R$ 13%.
Mas, os usuários de ônibus coletivo não concordam com o aumento da tarifa e acham a medida um absurdo. “Temos problemas demais no transporte coletivo de Mossoró. Para citar só alguns: falta ônibus, o tempo de espera nas paradas chega a uma hora, são superlotados e os motoristas são mal educados”, afirma a estudante Marília Gabriela.
Ela mora no conjunto Abolição IV e estuda na Universidade Federal Rural do Semi-Árido (Ufersa). Para chegar à Universidade, ela precisa pegar dois ônibus. “Só tem ônibus direto no início e no final das aulas. Em horários alternativos, precisamos pagar mais caro. No entanto, eu concordaria com o aumento em troca de melhorias no serviço”, afirma.
O estudante Andrade Nascimento também reprova o aumento do valor da passagem. “Eu acho péssimo. Eu preciso pegar dois ônibus para ir ao IFRN (Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte). Antes de aumentar a tarifa é necessário renovar a frota e colocar cobradores nos ônibus, o que acabaria com uma série de transtornos”, destaca o estudante.
No entanto, ele também é favorável ao aumento, caso ele seja acompanhado de melhorias para o transporte coletivo de Mossoró. “Caso realmente haja melhorias, eu sou favorável à majoração. Porque acaba compensando: vamos pagar mais caro por um serviço melhor. No entanto, da forma como está, a passagem deveria custar R$ 1,50”, conclui.
Com informações: O Mossoroense

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.