Prefeitura vai reestruturar 30 vias públicas que circundam a Arena das Dunas

A Prefeitura do Natal está abrindo uma nova licitação para a reforma e construção de calçadas e paradas de ônibus em 30 vias públicas que circundam o Estádio Arena das Dunas. O projeto estava incluído no Lote 2 das obras de mobilidade, no entanto, para acelerar todo o processo, o Município decidiu desmembrar a intervenção.
A meta é finalizar todo o conjunto de obras até junho de 2014. “Não queremos obras durante a Copa do Mundo”, diz Walter Pedro da Silva, secretário adjunto de Mobilidade. Até maio, o município deve convocar as empresas responsáveis pelas construções. A expectativa é conseguir estender o horário de trabalho. “As obras devem ter um ritmo mais puxado. A previsão é que alcancem até 16 horas por dia. Só que isso não vai implicar em aumento de custo, a licitação já está pronta”, garante.
A Semob quer reestruturar os principais corredores de transporte público da cidade dotando-os de passeios acessíveis, faixas prioritárias, faixas exclusivas, pavimentação adequada, novos abrigos de passageiros, redes semafóricas sincronizadas, e sinalização horizontal e vertical eficientes. Ao todo, 17 ruas e avenidas, que ligam as principais regiões administrativas da cidade, sofrerão mudanças estruturais.
De acordo com Walter Pedro, o projeto de implantação desses corredores de trânsito já foi aprovado pelo Ministério das Cidades, e hoje está para ser analisado pela Caixa Econômica Federal. O custo destas intervenções deve ser de R$ 104 milhões.
A primeira mudança feita já tem um resultado prático. Os motoristas que vêm pela Avenida Lima e Silva têm sinal verde permanente para entrar à direita na Avenida Romualdo Galvão. Os engarrafamentos no trecho, inclusive sobre o viaduto da BR-101 diminuíram consideravelmente. Quem vem em sentido contrário já não pode entrar à esquerda na Romualdo Galvão. “A alteração foi feita para evitar os constantes congestionamentos daquele entroncamento”, disse o adjunto.
Para o período pós-Copa, o Município pretende realizar obras de recapeamento asfáltico em diversas ruas, com sinalizações horizontal e vertical. As placas, inclusive, devem ter informações bilíngues (português/inglês) para facilitar o deslocamento de turistas na capital. “Era um projeto pra ter sido pensado antes, mas como as obras estruturais demoraram muito, questões como a sinalização vão ficar para depois”, avalia Walter Pedro, que lembra os benefícios para os turistas que devem chegar à cidade, atraídos pela repercussão da Copa de 2014.
As ruas de Natal devem receber faixas semi-exclusivas para o transporte público em seis grandes avenidas da cidade – Coronel Estevam, Prudente de Morais, Hermes da Fonseca/Salgado Filho, Bernardo Vieira, Ayrton Senna e Romualdo Galvão. “Estas faixas servirão para regular o tráfego, pois darão mais fluidez à circulação dos ônibus coletivos”, completa.
Para compensar a perda de algumas faixas exclusivas para bicicletas no primeiro lote de obras de mobilidade da Copa, a Prefeitura elaborou um novo plano cicloviário. São quatro linhas que devem interligar todas as zonas urbanas da cidade. A Semob deve abrir ciclofaixas, com sinalização horizontal e vertical, monitoradas por fiscais de trânsito, para garantir a segurança dos usuários deste tipo de transporte.
O projeto ainda contempla a construção de 10 bicicletários (estacionamentos para bicicletas) que estarão dispostos em áreas de grande circulação. Todas estas ações devem custar, aproximadamente, R$ 11 milhões.
Fonte: Novo Jornal

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.