MA: Média de assaltos a ônibus em São Luís é de um por dia

Aumenta o número de assaltos a ônibus em São Luís. Segundo o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros, já foram registrados 87 casos este ano. A média é de um assalto por dia na capital. A maioria dos assaltos este ano aconteceram nos ônibus que passam pelo bairros do Ipase, São Francisco e pela Vila Itamar.

Nem as câmeras de segurança inibem a ação dos bandidos. O medo de quem trabalha e utiliza o transporte coletivo é constante. Em um dos assaltos filmados pelas câmeras dos ônibus, um homem de camisa branca pula a catraca e ameaça o motorista com um revólver, enquanto um comparsa assalta os passageiros na parte de trás.

Em outro assalto filmado, a mão do bandido fica o tempo todo dentro da bolsa, enquanto ele vai até a cobradora e pega o dinheiro do bolso dela e da gaveta.

A falta de segurança mexe com o comportamento das pessoas que já fazem o trajeto com medo de serem assaltadas. Dentro dos coletivos, é muito comum encontrar pessoas que já passaram pela mesma situação dentro dos ônibus que fazem linha na capital maranhense.

Em uma das empresas de transporte público que opera em São Luís, foram registrados assaltados cinco ônibus na semana passada. Na área administrativa já existem pastas de fichário só para arquivar cópias de boletins de ocorrência da polícia.

Em nota, o Comando de Policiamento Metropolitano informou que tem intensificado as ações de patrulhamento e ampliado às operações ostensivas da PM, principalmente em áreas onde se verifica o registro de ocorrências.

Segundo dados do Centro Integrado de Operações de Segurança, ciops, desde o ano de 2010, o registro de ocorrências vêm apresentando uma redução. Naquele ano foram contabilizados 201 assaltos.

Já em 2011, houve uma queda nos números de 33%, com 135 casos e em 2012 foram registrados 106. Até o dia 3 deste mês, 36 casos foram registrados no Ciops e mais de 15 pessoas suspeitas de envolvimento nestas práticas criminosas foram detidas.

Após os assaltos, motoristas e cobradores devem entrar em contato com a polícia pelo número 190 para comunicar o fato e registrar um boletim de ocorrência na delegacia mais próxima.

Fonte: G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.