Dupla função dos motoristas de ônibus é discutida na Câmara Municipal

A Câmara Municipal de Natal realizou nesta terça-feira (23) uma audiência pública para discutir a situação de dupla função exercida pelos motoristas do Transporte Público do município de Natal. A iniciativa foi proposta pelo vereador Franklin Capistrano (PSB). Participaram dos debates representantes da secretaria de Mobilidade Urbana (Semob), do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário de Passageiros do Rio Grande do Norte (Sintro-RN) e do Ministério Público do Trabalho, além de líderes comunitários, trabalhadores e sociedade civil.
“Estamos aqui para cumprir o nosso dever constitucional de defender os direitos da população ao defender o fim da dupla função imposta aos motoristas do transporte público em nossa cidade”, justificou o vereador Franklin Capistrano. “Há mais de cinquenta anos acompanho a situação dos transportes coletivos e vejo a situação caótica em que nos encontramos atualmente”, avaliou, lembrando os prejuízos à saúde dos profissionais e riscos a segurança dos usuários gerados pela dupla função. Capistrano também cobrou a licitação para os transportes públicos. “Poderia abrir melhores perspectivas, mas não sai do papel”, afirmou.
Para o presidente do Sintro-RN, Nastagnan Batista, o debate deve levar em consideração a dignidade dos trabalhadores do transporte coletivo da cidade. “Queremos garantir emprego e qualidade de vida para os profissionais da nossa categoria”, enfatizou. “Temos que pensar na sobrevivência do nosso sistema de transportes e na melhoria do atendimento à população”, explicou Nastagnan. Ele sugeriu a criação de uma comissão formada por todos os envolvidos no assunto para dialogar junto ao Poder Executivo municipal e estadual. “Só discutir aqui não vai resolver nada”, concluiu.
De acordo com Clodoaldo Cabral, secretário adjunto municipal de Mobilidade Urbana, muitos erros foram cometidos durante a gestão anterior e a atual administração assumiu uma situação muito difícil nos transportes. “Mas já fizemos muito em apenas quatro meses de trabalho”, argumentou. Ele anunciou que uma linha vai fazer o percurso entre a Vila de Ponta Negra e a UFRN, diminuindo a pressão sobre o ônibus circular do campus. “É interessante notar que quando a Prefeitura realiza ações positivas ninguém se pronuncia”.
Também estiveram presentes na audiência os vereadores Dagô (DEM), George Câmara (PC do B), Marcos Antônio (PSOL), Sandro Pimentel (PSOL) e Ubaldo Fernandes (PMDB).
Fonte: Portal No Ar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.