SINTRO e SETURN vão discutir reajuste salarial nesta segunda-feira

Representantes do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município de Natal (Seturn) estiveram no fim da manhã da última quinta-feira (25) na Superintendência Regional do Trabalho e Emprego para discutir o reajuste salarial reivindicado pelo sindicato dos trabalhadores de transporte. De acordo com o mediador da Superintendência do Trabalho, Cláudio Gabriel, será convocada na próxima segunda (29) um encontro com o Sindicato dos Profissionais de Transporte do RN (Sintro) e os empresários para apresentar oficialmente a proposta de reajuste.
De acordo com Augusto Maranhão, coordenador jurídico do Seturn, o mediador apresentou uma proposta de reajuste de 7,5%, frente aos 15% pedido pelo Sintro. O coordenador jurídico do Seturn, Augusto Maranhão Costa Vale, afirmou que levará a proposta aos membros do sindicato e deve ter uma resposta na semana que vem.
O mediador da Superintendência do Trabalho disse que estão tentando “chegar a um denominador comum” quanto ao reajuste salarial e que na próxima segunda (29) fará a apresentação oficial da proposta. “Caso as partes não cheguem a um acordo, a situação irá para a Justiça do Trabalho”, afirmou Cláudio Gabriel.
O presidente do Sintro, Nastagnan Batista, também estava no local, tratando de outro assunto. Ele ouviu informalmente a proposta que deve ser oferecida na segunda, mas disse que só pode se pronunciar, sobre aceitar ou não, com toda a comissão de negociações, que envolve trabalhadores de todas as empresas. “Não posso falar sobre essa proposta. Não viemos aqui para tratar deste assunto e, para não gerar expectativa, prefiro não falar”.
Nastagnan afirma ainda que, quando a proposta for recebida, será levada aos trabalhadores em assembleia geral, para que se decida acatar ou revogar o reajuste oferecido. Ele lembra que as possibilidades de greve não estão descartadas, caso a próxima reunião entre as duas partes termine sem um acordo.
As principais reivindicações da categoria são 15% de reajuste salarial, vale alimentação de R$ 12 por dia e redução da jornada de trabalho para seis horas. Atualmente o salário da categoria é de R$ 1.350 para motoristas e R$ 810 para cobradores.
Na terça-feira passada (23) houve um encontro entre Sintro e Seturn, mas, segundo Nastagnan Batista, não houve uma apresentação de proposta. Ele sugere que haja um diálogo entre Semob e os dois sindicatos, para que a população não se prejudique com as possíveis consequências, como a greve.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.