MST e #RevoltadoBusão realizam novo protesto nas ruas de Natal

O Movimento Sem Terra (MST) realizam um movimento junto do movimento #RevoltadoBusão nesta quinta-feira (23). Os manifestantes saíram em passeata do Centro Administrativo em direção a centro da cidade. De acordo com manifestantes o grupo seguirá para a Prefeitura do Natal e depois seguirão para a sede do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra-RN), em Petrópolis.
O grupo com aproximadamente 200 manifestantes seguiu pela Avenida Salgado Filho, interditando uma das faixas e deixando o trânsito no sentido Parnamirim-Natal congestionado. Os manifestantes foram acompanhados por dois batedores da Polícia Rodoviária Federal (PRF-RN) para fazer a segurança dos manifestantes.
E por volta de 9h as primeiras famílias chegaram a sede o Incra-RN para fazer a montagem do acampamento na Avenida Rodrigues Alves. A assessoria de imprensa do Incra informou que o instituto já estava ciente e que estes acampamentos terão o apoio do Batalhão de Polícia de Trânsito da Polícia Militar para evitar acidentes no local.
Já os manifestantes marcharam para o Palácio Felipe Camarão, onde esperavam serem recebidos pelo prefeito Carlos Eduardo Alves, porém o chefe do executivo municipal junto do Secretario Chefe do Gabinete Civil, Sávio Ximenes Hackradt, estavam em vigem ao Rio de Janeiro. E segundo relatos de um dos servidores municipais que pediu para não ser identificado, os manifestantes chegaram a sede da Prefeitura do Natal querendo colocar a porta a baixo com chutes, gerando desespero e correria no local. Após ser montado um cordão de isolamento pela Guarda Municipal na escadaria de acesso da Prefeitura, uma comissão montada por dez pessoas, com cinco membros do MST e mais cinco do #RevoltadoBusão entraram para uma reunião.
Esta reunião ocorreu com o chefe de gabinete da Casa Civil da Prefeitura do Natal, Adriano Gomes, que recebeu uma pauta do grupo a redução imediata do aumento das passagens, a criação de um fórum de mobilidade urbana, o retorno das linhas extintas, o comprometimento de aquisição de merenda escolar por meio do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) para a educação básica nos assentamentos do MST. Os manifestantes também solicitaram a liberação de educadores para as comunidades do MST e a criação de um projeto de educação proposto pelo MST.
Após a reunião, o chefe de gabinete da Casa Civil informou que a pauta foi atendida e será enviada ao prefeito Carlos Eduardo que já agendou uma reunião com os estudantes na próxima semana. “Esta foi a primeira reunião com os estudantes e os sem terra e foi bastante produtiva. Vamos entregar amanhã a pauta para que ele possa deliberar em um nova reunião na próxima quarta-feira e discuta os pontos”.
Adriano Gomes também sinalizou com uma “possível redução da tarifa” com o a redução das alíquotas de impostos no setor de transportes por meio do Governo Federal, que viabilizará a abaixar o valor das passagens. Outro ponto que será avaliado é a inclusão da merenda escolar para a educação básica nos assentamentos do MST na grande Natal por meio do Pnae.
O representante do movimento #RevoltadoBusão, o estudante Álvaro Matheus de Andrade Pessoa, também considerou a reunião produtiva, mas que os estudantes devem deliberar em assembleia no fina da tarde desta quinta-feira, “pois nenhuma decisão será tomada sem o consenso das lideranças do movimento”.
Terminada a reunião, os manifestantes se dirigiram ao prédio do Incra onde foi agendada uma outra conversa com o superintendente-adjunto do Instituto, Íbero Hipólito, para discutir a desocupação de terras e o assentamento de novas famílias nestes locais.
Fotos: Alberto Leandro (Portal No Ar)
Fonte: Portal No Ar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.