SEMOB intensifica fiscalização e apreende quase mil carteiras de estudante usadas de forma indevida

A fiscalização do uso de carteiras de estudante em Natal está sendo reforçada nos últimos dias. Os agentes de fiscalização da Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) e do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Seturn) estão intensificando o ato para coibir o uso indevido do objeto no transporte público da capital. Até o momento, a operação já recolheu quase mil identidades estudantis em pouco mais de quatro meses de ação.
Segundo o secretário adjunto de Transporte, Clodoaldo Trindade, os casos variam de acordo com o que é encontrado pela equipe da Semob. Enquanto alguns emprestam o documento para o irmão, o pai ou a mãe, outros alugam para os “janelinhas” por preços irrisórios. “Nós apreendemos e os próprios usuários confirmam que não são os proprietários. Para nós, todos os casos em questão são irregulares e trata-se, portanto, de uma atitude ilegal sujeita a penalidade prevista no Código Penal”.
Clodoaldo afirmou que a secretaria está encaminhando os casos apreendidos para dar entrada em ações judiciais. “Estamos pegando uma cópia dos cartões e colhendo assinaturas desses usuários, justificando que usou o cartão de maneira indevida. Diferente do que as pessoas pensam, nossa fiscalização é contínua, mas esse é um problema que vem acontecendo em todo o país”, disse.
Poucos estudantes foram abordados pelos agentes de fiscalização. Dentro dos ônibus, os agentes solicitam a carteira ao usuário e verifica a semelhança da foto com a pessoa, além das informações contidas no cartão. Gabriela Câmara, 19, disse que foi uma das pessoas paradas pela fiscalização.
“Confesso que me surpreendi com a abordagem, pois não tinha visto nada parecido. Só que, comigo, não chegou a ser constrangedor. O rapaz me pediu a carteira, conferiu a foto e pronto. Ele ficou meio confuso, pois minha foto da carteira é antiga, mas não teve nada demais”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.