DER antecipa publicação do reajuste das tarifas intermunicipais

O efeito cascata do aumento da tarifa do transporte público de Natal surtiu efeito. Antecipando-se ao inicialmente programado para o dia 31, o DER publicou nesta quinta-feira (30), através de portaria no Diário Oficial do Estado, os novos valores das tarifas intermunicipais e do sistema semiurbano da região metropolitana de Natal. De acordo com o texto da portaria, o aumento entra em vigor no dia 1º de junho, um sábado.
Das 11 linhas dos anéis 1 e 2, nove sofreram reajustes entre 4,17% (caso da linha Natal/Monte Alegre) e 13,63% (caso das linhas D e E, que saem dos bairros Parque Industrial e Emaús, respectivamente, em Parnamirim). Em média, os valores foram reajustados em 8,21%.
Abaixo, você confere a planilha publicada no DOE com os valores atualizados das passagens nas cidades de Parnamirim, Macaíba, São Gonçalo do Amarante, São José do Mipibu, Extremoz, Nísia Floresta e Monte Alegre.
Juntamente com a planilha acima, o DER publicou a planilha de custos utilizada para o cálculo das novas tarifas. De acordo com o diretor do DER, Demétrio Torres, os itens apresentados pelo SETRANS, sindicato que representa as empresas de transporte intermunicipal, foram minuciosamente analisados para que se chegasse aos valores publicados no Diário Oficial e que valerão a partir de sábado.
Em entrevista ao jornal Tribuna do Norte, Demétrio informou que os principais itens que levaram ao reajuste foram o aumento salarial dos rodoviários, o reajuste dos combustíveis e o aumento das peças de manutenção e conservação dos veículos, como pneus. “Levamos em conta também uma portaria de setembro de 2005 que regulamenta as linhas intermunicipais que são urbanizadas”, disse Demétrio a publicação natalense. A planilha de custos pode ser conferida clicando AQUI.
Ainda de acordo com as declarações de Demétrio a Tribuna do Norte, outro fator determinante foi o anúncio, por parte do Governo Federal, da desoneração para as empresas de transporte público, com a não cobrança de tributos como o PIS e o COFINS. “Além das planilhas, analisamos essa variável. O aumento da tarifa é o único caminho que temos”, disse ao jornal.
SETRANS queria aumento maior: Apesar das planilhas terem sido apresentadas, os percentuais apresentados hoje no DOE parecem não ter deixado satisfeitos os empresários. É o que transparece o empresário Eudo Laranjeiras, presidente do SETRANS (Sindicato das empresas de transporte intermunicipal de passageiros do RN), nas declarações dadas ao Novo Jornal, na edição de 30 de maio.
De acordo com o empresário, durante os quase quatro anos que as atuais tarifas vigoraram, houveram quatro reajustes salariais, aumento de 20% do combustível e o aumento das peças de manutenção dos veículos. Por isso, os novos valores estariam atendendo a apenas necessidades imediatas das empresas com a tarifa da capital em valor diferenciado das demais cidades – não tirando o prejuízo, por ele alegado, com a manutenção dos valores atuais por tanto tempo.
Mas, o próprio Eudo aponta uma iniciativa que poderia reduzir a tarifa e ajudar a saúde financeira das empresas: o subsídio nos impostos pagos pelas operadoras. “Se você deixar sua casa fechada por três meses, vai ter que pagar conta de energia porque ela vai estar a sua disposição, iluminando a rua. Da mesma forma também está o transporte público, que está ali, pronto para quem quiser usar”, explica o empresário ao Novo Jornal.
Porém, pelo menos a curto prazo, o Governo não dá sinais de que os impostos que incidem nas empresas de transporte público possam ser reduzidos. Assim, Eudo lamenta que esse subsídio não possa ser dado no momento. “No Brasil é difícil admitir que os empresários precisam ter lucro e, assim, fica difícil aparecer quem queira dar subsídio ao empresariado”, diz ao periódico natalense.
Aumento após polêmica: O aumento autorizado pelo DER acontece após uma repentina subida nos preços das passagens das demais cidades após o reajuste da tarifa em Natal entrar em vigor no último dia 18.
Sem aviso prévio, as empresas aumentaram as tarifas em cerca de 14%, gerando aumentos de até R$ 0,40 nas tarifas, surpreendendo os usuários, que só souberam do reajuste nas paradas.
Dois dias depois, os valores voltaram aos patamares anteriores, já que nenhum aumento havia sido autorizado até então. Até mesmo reuniões entre SETRANS e DER chegaram a ser marcadas para se discutir algum aumento, mas os encontros não chegaram a acontecer.
Os novos valores entrarão em vigor no próximo sábado, 1º de junho, nas 9 linhas dos anéis 1 e 2 que terão os reajustes autorizados. Somente as linhas de duas tabelas do anel 2, que cobram R$ 3,40 e R$ 4,00, como as que atendem a praia de Barra do Rio (Extremoz) e a linha São José de Mipibu/Natal (Via Ponta Negra – Linha 05), não terão aumento tarifário.
Por Andreivny Ferreira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.