Governo credencia três empresas para obras na Roberto Freire

Na última sexta-feira (21), a Comissão Especial à frente da Licitação das obras de reestruturação da Av. Eng. Roberto Freire, receberam as propostas técnicas e de preços das empresas que compareceram com o objetivo de competir pela execução dos serviços. Essa é primeira licitação do Governo do Estado que ocorre dentro do Regime Diferenciado de Contratação (RDC), específica para obras dos Programas de Aceleração do Crescimento (PAC).
A licitação para a execução das obras de reestruturação da Av. Eng. Roberto Freire é realizada pela Secretaria de Estado da Infraestrutura (SIN), através de uma Comissão Especial e Técnica, presidida pelo servidor Joábio Batista. Após a comissão credenciar as empresas licitantes, todas as propostas técnicas foram abertas para a ciência e rubrica de todos os presentes.
Disponibilizado desde Abril, o edital de licitação para as obras foi adquirido por 21 empresas, e nesta manhã 3 compareceram com as propostas solicitadas, a Construtora Queiroz Galvão S/A, Construtora Norberto Odebrecht Brasil S.A. e a Galvão Engenharia S/A.
A próxima etapa consiste na análise das propostas técnicas, que será realizada pela Comissão Técnica nomeada por meio de decreto de março deste ano. A previsão da SIN é que esta análise detalhada de cada proposta dure em torno de 10 dias úteis, e após isso, a comissão publica no Diário Oficial do Estado e Diário Oficial da união, nova data para reabertura da sessão. Nessa segunda sessão, ainda a ser marcada, os envelopes com as propostas de preço serão abertos e avaliados pela Comissão.
Cumpridas essas etapas, a Comissão de Licitação recebe então a documentação jurídica da empresa classificada em primeiro lugar, e estando tudo dentro do que pede a lei, a empresa se torna a vencedora do certame. Apena nesse momento haverá prazo recursal para as licitantes. Não havendo recurso, a expectativa é que em até 30 dias todas essas etapas sejam finalizadas, e o Governo do Estado possa anunciar a vencedora da licitação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.