R$ 2,20: Frota não teve redução, diz SEMOB

No primeiro dia útil após a revogação do preço da tarifa de ônibus em Natal, a quantidade de transportes coletivos em circulação na capital nesta segunda-feira (24), se manteve a mesma do período anterior à cobrança do novo valor. Especulações de que a frota seria reduzida, como forma de retaliação à Prefeitura de Natal pelos empresários do setor de transportes, não foi configurada, pelo menos ontem. A tarifa voltou a custar R$ 2,20 desde a madrugada deste domingo (23), após validação do Decreto 9.998, assinado pelo prefeito Carlos Eduardo no dia 21 passado.
O que ocorreu, contudo, foi uma diminuição dos ônibus o que é comum a esta época do ano, em decorrência das férias escolares. Entretanto, nos horários de pico, manteve-se o mesmo número de veículos em circulação. O Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (Seturn) foi, mais uma vez, procurado para comentar o tema. A assessoria de imprensa do órgão informou que a presidência do Sindicato sustenta que não irá se posicionar até que se reúna com representantes da Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (Semob).
De acordo com Elequicina dos Santos, titular da pasta, a reunião com o Seturn será marcada quando do retorno do prefeito Carlos Eduardo de Brasília. Sobre o monitoramento da frota de ônibus em circulação em Natal, a secretária garantiu que a Semob está fiscalizando e pediu que, ao perceber baixa na quantidade de ônibus em circulação, a população denuncie. “Até agora nenhuma irregularidade foi confirmada”, disse.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.