Motoristas de Uber protestam na Austrália pedindo melhores condições

Milhares de motoristas da plataforma de transporte Uber se negaram hoje a prestar serviço aos passageiros em toda a Austrália em uma greve para pedir melhores condições trabalhistas, informou a imprensa local.

A organização Ride Share Drivers United, que representa estes motoristas, tinha pedido no seu portal de internet para que desligassem seus aplicativos entre 7h desta segunda-feira até as 9h30 em Sydney, Melbourne, Brisbane e Perth.
A medida é uma resposta “à introdução de ‘tarifas antecipadas’ e do UberPool, duas características projetadas a reduzir ainda mais os pagamentos já baixos dos motoristas, solapando ainda mais suas condições de trabalho, que vivem sob a falsa pretensão de que são empreendedores ‘independentes'”, explicou a convocação.
“O pagamento antecipado e UberPool são dois níveis mais de exploração. Como empreiteiros não temos controle de nossos próprios negócios”, disse à agência local “AAP” o porta-voz do grupo, que só se identificou como MaxB.
Este grupo quer que os motoristas possam optar por não participar do serviço de coleta múltipla de passageiros UberPool e se o fizerem que recebam o pagamento da tarifa base da plataforma mais 20% adicional.
Além disso, querem que as tarifas do UberX sejam aumentadas em pelo menos 15%.
Uol Economia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.