Reajuste do diesel atinge transporte coletivo do município de Mossoró

O reajuste de 13% no preço médio do diesel nas refinarias, anunciado na sexta-feira (31) pela Petrobras, também impacta fortemente o transporte coletivo em Mossoró. A alta agrava o desequilíbrio econômico do sistema e dificulta a recuperação do serviço na cidade.
Ilustração/UNIBUS RN

À imprensa, a assessoria da Cidade do Sol, concessionária do serviço em Mossoró, afirmou que o diesel mais caro onera cada vez mais o transporte por ônibus e afeta a competividade do setor, que – a sofrer com custos crescentes, alta gratuidade, concorrência ilegal e outros problemas – sobrevive a duras penas no segundo maior município do Rio Grande do Norte.
Segundo Waldemar Araújo, diretor da Cidade do Sol, o combustível é responsável por, em média, 23% do custo do sistema, atrás apenas da folha de pessoal. Ele alerta que a contínua oneração do segmento prejudica, diretamente, o usuário de ônibus.
Ônus
“O passageiro pagante, o maior financiador do setor, acaba sendo sobrecarregado”, lamenta, ao acrescentar que a perda de produtividade dos ônibus acresce em até 25% o preço das passagens, segundo a Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU).
“Precisamos desonerar o custo do transporte para torná-lo cada vez mais atrativo. E isso passa pela mudança da lógica hoje em vigor no Brasil. Temos que dar prioridade ao transporte coletivo em detrimento do individual”, sustenta Waldemar Araújo.
O Mossoroense

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.