Israel quer toda frota de veículos elétrica e a gás natural até 2030

Reprodução/Mobilize Brasil
Os israelenses não poderão mais comprar carros novos a gasolina ou diesel após 2030, anunciou na semana passada o Ministério da Energia de Israel, ao divulgar um plano de governo para substituição de toda a frota do país por carros elétricos e caminhões movidos a gás natural até essa data.

Desde já, afirmou o ministro da Energia, Yuval Steinitz, o desafio é criar uma “massa crítica” inicial de veículos de baixa emissão, que será decisiva para fazer com que a indústria automotiva local se afaste do modelo atual de motores a combustíveis fósseis.
Iniciativas
Segundo o governo, ações nesse sentido já estão em andamento. “Estamos incentivando o financiamento de estações de recarga, por exemplo; são mais de 2 mil novos pontos de carregamento para carros elétricos em todo o país”, afirmou o ministro. Além disso, acrescentou, o governo também “reduzirá a tributação sobre os carros elétricos a quase zero, de modo a torná-los muito mais acessíveis à população”.
A campanha é parte de um plano mais amplo para retirar completamente o país da condição de dependência da gasolina, do diesel e do carvão. No caso do gás natural, nos últimos anos foram descobertos em Israel enormes depósitos deste combustível fóssil de menor impacto ambiental, e já há ações para adaptar as usinas de energia do país à nova tecnologia.
Mudança global
O plano israelense foi divulgado um dia após o Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas da ONU divulgar, no dia 8 de outubro, importante relatório sobre o tema e exigir de todos os países mudanças efetivas no modo como a humanidade deve usar a energia do planeta. 
Em Israel, o ponto de inflexão é esperado para 2025, quando, de acordo com a meta do ministério, haverá cerca de 177 mil carros elétricos nas ruas. Se hoje eles ainda são poucos, após os incentivos e o barateamento dos elétricos, acredita o governo, a expectativa é chegar a uma frota renovada de cerca de 1,5 milhão de carros elétricos até 2030.
A partir de 2030, reafirmou Steinitz, “todos os carros novos serão elétricos; os ônibus e caminhões serão elétricos ou movidos a gás natural comprimido (GNC)”. “Estamos forçando as empresas a trazer carros elétricos para Israel e para as companhias de petróleo e gasolina mudarem para estações de recarga em suas estações de gasolina ou gasolina”, disse ele.
O governo, segundo ele, deve aprovar o plano até o final do ano.
Mobilize Brasil

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.