Passageiros reclamam de ônibus sem ar-condicionado no Rio

Ilustração/UNIBUS RN
As temperaturas mais elevadas transformam os ônibus que circulam pelo Rio de Janeiro em saunas móveis. Segundo dados da Secretaria Municipal de Transportes, cerca de 2,5 mil ônibus ainda circulam pela cidade sem ar condicionado.
A conclusão da climatização de toda a frota de coletivos do Rio já deveria ter sido finalizada há dois anos. No entanto, os prazos foram adiados e essa meta só deverá ser alcançada em 2020.

Nesta quarta-feira (14), o Bom Dia Rio acompanhou o deslocamento de passageiros em linhas que ligam a Barra da Tijuca ao Centro da cidade e outras que passam pela Zona Norte.
Eles reclamaram do calor que são obrigados a enfrentar e também da falta de conservação dos coletivos – em um deles, era possível ver baratas pelos corredores.
Por meio de nota, os consórcios Transcarioca e Internorte informaram que fazem um esforço para cumprir o prazo de climatização dos ônibus até 2020. Também afirmaram fazer uma reorganização dos coletivos, tentando colocar os carros com ar condicionado nos itinerários com maior demanda.
Sobre os problemas de falta de conservação, que geram a presença de baratas, o Consórcio Intersul informou que faz, de forma periódica, a dedetização em seus ônibus. Também garantiu que irá analisar as imagens mostradas pelo Bom Dia Rio para retirar esses coletivos de circulação.
G1 RJ

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.