Comissão retoma discussão sobre extinção de cobradores de ônibus em Curitiba

A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara Municipal de Curitiba retoma hoje a discussão sobre o polêmico projeto do prefeito Rafael Greca (PMN) que pretende implantar a bilhetagem eletrônica em todo o sistema de transporte coletivo da Capital, acabando com a função de cobradores de ônibus.
Foto: Reprodução/Ônibus Brasil
Os parlamentares devem discutir ainda um substitutivo geral apresentado pelo vereador Tico Kuzma (PROS), que estabelece regras para a substituição dos cobradores.
No texto, Kuzma sugere que só haja substituição quando o cobrador se aposentar, pedir demissão, aderir a plano de demissão voluntária ou aceitar exercer outra função empresa de ônibus.
Justificando que seu propósito é “evitar demissões”, ele diz que sua emenda é uma alternativa para a transição entre o modelo atual, com cobradores, e o almejado pelo Executivo, com bilhetagem eletrônica.
Bem Paraná

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.