Fiscais da ANTT barram ônibus de empresa de aplicativo

Fiscais da ANTT em Minas Gerais tomaram partido na briga entre empresas tradicionais de ônibus e a Buser, startup de empresários que tem feito passageiros economizarem até 60% nas viagens intermunicipais.
Foto: Divulgação/DCI
Recentemente, em Pouso Alegre, um fiscal da agência desrespeitou a decisão da Justiça Federal que permite o funcionamento do aplicativo e não só reteve o ônibus como deteve, por cerca de 2 horas, todos os passageiros que iam de São Paulo a Belo Horizonte.
Por outro lado, os consumidores se colocaram ao lado da Buser, que os atendeu o tempo todo pelo Whatsapp, pagou alimentação e mandou outro ônibus fretado para seguir viagem depois que a detenção chegou ao fim. Os passageiros ficaram revoltados com a atitude desrespeitosa da ANTT.
Em resposta à Coluna, a ANTT informa que: “as empresas que prestam serviços de transporte de passageiros, como a Buser, estão sujeitos a serem fiscalizadas pela Agência. Mas ressalta que serão apuradas pela superintendência de fiscalização, a ação do fiscal”.
DCI

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.