Frente Nacional de Prefeitos se posiciona contra porte de armas para agentes de trânsito concedido pelo decreto de Bolsonaro

O segundo decreto sobre armas editado pela Presidência da República, publicado no Diário Oficial da União em 22 de maio de 2019, manteve o direito ao porte de armas de fogo para agentes de trânsito.
Foto: Lula Marques-Visual Hunt/Ilustração
A Frente Nacional de Prefeitos, que em 2017 realizou intensa mobilização e levou o então presidente Michel Temer a vetar o PL aprovado no Congresso, que permitia o porte de arma de fogo em serviço por agentes da autoridade de trânsito de todas as instâncias do país, divulgou Nota Oficial nesta sexta-feira, 24 de maio de 2019, novamente se posicionando contra a medida.
No texto, os prefeitos afirmam que o trânsito naturalmente é “um ambiente em que pode haver conflitos e armar, quem zela exclusivamente circulação, estacionamento e parada de veículos, inevitavelmente, aumentará ainda mais a violência”.
Diário do Transporte
Compartilhe esta matéria

Administração UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *