Grande Natal registra 218 assaltos a ônibus

A Grande Natal registrou 218 ocorrências de roubos a transportes coletivos no primeiro semestre de 2019. Só em Natal, por exemplo, foram 170 roubos neste ano. Apesar de significativo, uma vez que a região registra uma média de um assalto por dia, o número do primeiro semestre deste ano é 18% menor em comparação ao mesmo período do ano passado, quando, em números absolutos, Natal e  Grande Natal registraram 265 roubos. Os dados são da Coordenadoria de Informações Estatísticas e Análises Criminais da Secretaria Estadual da Defesa Pública e Segurança Social do RN (Sesed).
Foto: Ilustração/UNIBUS RN
Os dados mostram que, dos dez municípios que integram a região Metropolitana, os assaltos se concentram em Natal, Parnamirim (17), São Gonçalo do Amarante (16) e Ceará-Mirim (9). Nesta última, os números triplicaram no primeiro semestre. Dessas, apenas Parnamirim e Ceará-Mirim registraram aumento nas incidências de assalto. As outras cidades da região registram de um a dois roubos em seus transportes coletivos.
Para o presidente do Sindicato dos Trabalhadores e Transportadores Rodoviários do Rio Grande do Norte (Sintro-RN), Junior Rodoviário, as incidências de roubos aos transportes “até os quatro primeiros meses estavam com uma redução boa”, tendo um pico nos últimos dois meses.
“A Polícia Militar precisa fazer um trabalho mais intensivo de novo, porque quando ela estava nesses primeiros meses, o bandido sabia que tinha polícia e evitava [o assalto]. Não queremos voltar aos patamares de 2018”, disse, acrescentando ainda que pretende ter uma reunião com a cúpula de segurança do Estado para solicitar um trabalho mais intensivo da Polícia Militar.
Ainda de acordo com o sindicalista, os empresários não reconhecem o adicional de periculosidade, um incremento de 30% do salário-base no salário do trabalhador. Os profissionais de transporte público também não têm direito a seguro de vida, segundo Junior Rodoviário.
Na última quarta-feira (24), por exemplo, a PM registrou dois assaltos a ônibus em Natal. No final da tarde, no bairro das Quintas, zona Leste da cidade, uma dupla se passou por passageiros, pagou a entrada e anunciou o assalto. Armados, eles levaram dinheiro e objetos pessoais dos natalenses. Ninguém foi preso. No mesmo horário, um assalto a ônibus coletivo foi registrado na linha 10-29, no Bairro Nordeste, quando dinheiro e pertences foram levados pelos assaltantes.
Para o assessor de comunicação da Polícia Militar, tenente-coronel Eduardo Franco, os dados de redução dos crimes em Natal e na Grande Natal são bons, mas não o suficiente.
“O que acontece: 18% é bom? É ótimo? Não. A nossa intenção é diminuir cada vez mais os índices de ocorrências envolvendo os transportes coletivos. O que a PM faz, ela otimiza o recurso que ela tem. Nós modificamos e o crime modifica. Por exemplo, eles [criminosos] começaram a fazer as ações pela parte da manhã e aí tivemos que modificar os horários de atividade policial para a parte da manhã, justamente para tentar diminuir esses índices”, explica.
Sobre os dados, o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Seturn) foi contatado pela reportagem, mas preferiu não repercutir as estatísticas com seu corpo diretivo.
Números
Natal
2018:  215
2019:  170
Parnamirim
2018:  13
2019:  17
São Gonçalo do Amarante
2018: 28
2019:16
Ceará-Mirim
2018:  3
2019:  9
Nísia Floresta
2018:   0
2019:  2
São José de Mipibu
2018: 1
2019: 1
Macaíba
2018:  3
2019:  1
Extremoz
2018:  1
2019:  1
Goianinha
2018: 0
2019:  1
Bom Jesus
2018: 1
2019: 0
Fonte: Boletim Virtual da Polícia Civil
Tribuna do Norte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.