SP: Uber e Governo do Estado lançam funcionalidade que integra informações do Transporte Público e do aplicativo privado

O secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e a diretora da Uber no Brasil, Cláudia Woods, apresentaram na manhã desta quinta-feira, 14 de novembro de 2019, uma nova funcionalidade do aplicativo.
Secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, e diretora geral da Uber no Brasil, Claudia Woods. Foto: Adamo Bazani
A Uber passa a mostrar no celular a opção de rota por transporte coletivo, incluindo ônibus da SPTrans, da EMTU, Corredor ABD, além de CPTM e Metrô.
A opção aparece na mesma tela onde já estão as possibilidades de escolha entre Uber X, Uber Black e outras modalidades.
A ferramenta vai mostrar os custos e o tempo de descolamento de cada meio de transporte.
De acordo com a diretora geral da Uber no Brasil, Cláudia Woods, aos poucos a funcionalidade está sendo inserida a partir de hoje com grupos de usuários, até que todos os paulistanos tenham acesso à opção.
Segundo a executiva, futuramente vai entrar na dinâmica do aplicativo a possibilidade de o passageiro escolher rotas para mesclar transporte público e Uber.
Mais para futuro ainda, a intenção é integrar meios de pagamento entre transporte público e o aplicativo.
PERDA DE PASSAGEIROS DO ÔNIBUS
Na entrevista coletiva, o Diário do Transporte questionou ao secretário Alexandre Baldy se a funcionalidade não pode tirar passageiros dos ônibus na última milha, onde mais Uber e coletivos concorrem.
Baldy acredita que não deve haver essa possibilidade com o modelo apresentado nesta quinta-feira.
O questionamento é porque no último trecho de uma viagem, após o uso do sistema de trilhos, o ônibus costumeiramente não tem corredor ou espaços preferenciais, em especial nas periferias, o que faz com que ele seja mais lento que o carro de aplicativo.
Além disso, as viagens de aplicativo na última milha costumam ter custos baixos, até menores que o ônibus se dois ou mais passageiros estiverem juntos.
A exibição das diferentes opções poderia ser um “convite a estimular as pessoas a deixarem o ônibus“.
Segundo a Uber, o objetivo da funcionalidade não é concorrer, mas incentivar o transporte público.
O principal objetivo de acordo com a empresa de tecnologia é fazer com que mais gente deixe o carro em casa e tenha mais opções de deslocamento, com a possibilidade de comparação.
Diário do Transporte

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.