Profissão de motorista está em alta no Brasil, segundo o LinkedIn

A profissão de motorista é uma das mais promissoras do Brasil para o ano de 2020, segundo um estudo do LinkedIn, considerada a maior rede profissional do mundo (com mais de 500 milhões de usuários). O trabalho aparece na décima colocação no estudo que pontua as 15 profissões emergentes (atividades que estão em crescimento) para este ano no país. O levantamento é feito com base em informações da rede social.

Entre os fatores que explicam o crescimento na demanda por motoristas, está o aquecimento do mercado de entregas em domicílio e de logística, além do transporte de passageiros por aplicativo, pontua a empresa. Segundo o estudo, a demanda anual por essa função aumentou, em média, 68% nos últimos cinco anos.
Os segmentos que mais devem demandar motoristas neste ano são os de internet e aplicativos, transportes terrestres e ferroviários e de serviços e facilidades ao cliente.
O que o motorista precisa saber para se dar bem na profissão: Para ser bom na profissão, saber dirigir ou ter o curso especializado para o transporte não é mais o bastante. Outras habilidades estão sendo exigidas dos trabalhadores, como técnicas de negociação e atendimento ao cliente.
“É útil que saiba usar técnicas de negociação e atendimento ao cliente e ferramentas básicas de tecnologia, como o Pacote Office”, diz o relatório do LinkedIn. É necessário saber sobre: serviços ao cliente; Microsoft Word; liderança; Microsoft Excel; e vendas.
Outras profissões emergentes: Além da profissão de motorista, as outras profissões destacadas pelo LinkedIn para 2020 são: gestor(a) de mídias sociais; engenheiro(a) de cibersegurança; representante de vendas; especialista em sucesso do cliente; cientista de dados; engenheiro(a) de dados; especialista em inteligência artificial; programador(a) de JavaScript; investidor(a) Day Trader; consultor(a) de investimentos; assistente de mídias sociais; desenvolvedor(a) de plataforma Salesforce; recrutador(a) especialista em tecnologia da informação; e coach de metodologia Agile.
Com informações: Agência CNT de Notícias

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.