Ecobonuz chega à capital BH em março

Dedicado aos usuários do transporte coletivo rodoviário, o programa de fidelidade Ecobonuz chega a Belo Horizonte em março. Integrante do Grupo Ipê, o programa, lançado há dois anos, já atua em cidades da Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH) como Brumadinho, Caeté, Lagoa Santa, Nova Lima, Raposos, Ravena, Rio Acima, Sarzedo e Vespasiano, por meio de uma parceria com empresas integrantes do consórcio Ótimo.
Plataforma oferece vantagens aos passageiros de ônibus, que podem trocar pontos por produtos/serviços – Crédito: Divulgação
A plataforma gratuita oferece vantagens aos passageiros de ônibus, que podem trocar sua pontuação por pagamento de contas e vouchers de desconto para compra em lojas on-line, além de recargas de celular e passagens.
De acordo com o CEO da Ecobonuz, Túlio Lessa, os programas de fidelidade, que mantêm um crescimento constante no Brasil, são ferramentas de economia para os consumidores e uma estratégia de relacionamento com os clientes para as empresas. Esse movimento, impulsionado pela bancarização e o uso intensivo do cartão de crédito, pela digitalização e uso do smartphone, porém, ainda deixa boa parte da população sem atendimento.
Foi diante dessa realidade que surgiu a ideia do Ecobonuz. “Temos como propósito gerar benefícios para os usuários de transporte coletivo e também para as empresas parceiras, transformando as informações em inteligência de mercado, com informações sobre o perfil dos seus clientes. No caso dos usuários esse é um programa diferente porque a maioria dos clubes de coalizão é voltada para classes econômicas mais altas. Andar de ônibus é um fato na vida de uma grande parte da população, ela tem um poder de consumo muitas vezes ignorado pelo varejo”, explica Lessa.
O mercado brasileiro se mostra uma potência para o mercado de fidelização. De acordo com os dados mais recentes divulgados pela Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (Abemf), os participantes de programas de fidelidade de seis de suas associadas (Dotz, Grupo LTM, Multiplus, Netpoints, Smiles e TudoAzul) trocaram 64,4 bilhões de pontos/milhas por produtos e serviços no terceiro trimestre de 2018 (3T18). O número é o maior já registrado pelo histórico da associação – desde 2016. Na comparação com o mesmo trimestre de 2017, o crescimento dos pontos/milhas resgatados foi de 17,9%. Frente ao trimestre anterior (2T18), o aumento foi ainda maior, de 27,5%. Já o faturamento das empresas chegou a R$ 1,76 bilhão, também o maior desde 2016, superando em 15,6% o mesmo trimestre do ano anterior.
Além de Belo Horizonte e outras cidades mineiras, Porto Alegre (RS), cidades do interior de São Paulo e Pernambuco estão nos planos da Ecobonuz em 2020.
O usuário acumula pontos cumprindo os desafios, baseados em seu comportamento de uso do ônibus, indicando amigos e comprando on-line nas lojas parceiras. Mais de 40 milhões de EBZs (moeda virtual) já foram trocadas e no marketplace da plataforma já estão disponíveis mais de 300 produtos/serviços, como Ali Express, Amazon, Americanas.com, Carrefour, McDonald’s, Spotify e C&A. O tempo médio de resgate para microrrecompensas é de três meses.
“Este ano queremos crescer também as parcerias de varejo, fortalecendo o B2B. Essa é uma oportunidade para que os pequenos varejos tenham acesso a um programa de fidelização. Assim como é difícil para os consumidores, para as pequenas empresas também têm”, completa o empresário.
Diário do Comércio – MG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.