As operações da Guanabara e Oceano nas praias de Santa Rita e Genipabu

As operações da Guanabara e Oceano nas praias de Santa Rita e Genipabu

Por UNIBUS RN
Fotos: Acervo UNIBUS RN/Busão de Natal/Ônibus Brasil

A atuação das empresas Guanabara e Oceano nas praias de Santa Rita e Genipabu, localizadas em Extremoz, no litoral norte potiguar, ocorre desde os anos de 1980. Inicialmente, com o advento do transporte em Natal e região metropolitana, a empresa Guanabara era a responsável pela operação de ambas as linhas.

As linhas operadas ligam Genipabu e Santa Rita ao centro de Natal, e receberam os códigos 137 e 160, respectivamente.

Entre o final dos anos de 1990 e início dos anos 2000, com a criação da empresa Expresso Oceano pela Guanabara, destinada as linhas intermunicipais, as operações passaram a ser de sua responsabilidade. Até então, a Guanabara fazia a operação das linhas da Grande Natal, modificando apenas o critério de numeração dos ônibus (que tinham códigos de 3 dígitos, enquanto os da parte urbana contavam com 5 dígitos).

Com a criação da empresa, os ônibus da Guanabara intermunicipal foram repassados para a Oceano.

Desde 2007, com a inauguração da Ponte Newton Navarro, que liga os bairros de Santos Reis a Redinha, em Natal – com grande proximidade as comunidades de Santa Rita e Genipabu, em Extremoz – a linha de Santa Rita passou a ser dividida em duas rotas inversas, se tornando 160A e 160B: Ida Ponte Newton Navarro/Volta Ponte de Igapó, ou Ida Ponte de Igapó/Volta Ponte Newton Navarro.

Em 2010, a Oceano optou por encerrar as operações da linha de Genipabu, alegando baixa demanda e grande concorrência com clandestinos.

A linha de Genipabu tinha valor da tarifa mais alta que a urbana – semelhante a linha Extremoz/Natal – e atuava com o Oceano Card, sistema de bilhetagem eletrônica que a empresa utilizava, na época, nas operações das linhas intermunicipais. Já a linha de Santa Rita é considerada semi-urbana, com tarifa idêntica a de Natal e aceitação da bilhetagem eletrônica do NatalCard, mesmo sistema da capital – apesar de não realizar a integração com outras linhas.

Atualmente, a Oceano permanece com a operação apenas da linha de Santa Rita, no projeto de rotas inversas, em vigor desde 2007. A operação é feita por dois ônibus, cada um em uma rota inversa a outra. Devido a baixa demanda, as operações são feitas com veículos do tipo “micrão”.

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *