Presidente do PV no RN defende tarifa zero no transporte público

Por Agora RN
Foto: Andreivny Ferreira (UNIBUS RN)

O professor e ambientalista Rivaldo Fernandes, presidente do diretório do Partido Verde no Rio Grande do Norte, defendeu nesta quinta-feira (19) a eliminação da cobrança de tarifa no transporte público de Natal. Ele sugere a criação de um fundo municipal para custear o sistema, que se tornaria gratuito para todos os cidadãos.

Na opinião de Rivaldo, a gratuidade no transporte tem respaldo na Constituição. Ele invoca o direito dos cidadãos de “ir e vir” para justificar a medida. “Está na hora de o município intervir e pagar os custos, assim como se paga o SUS (Sistema Único de Saúde). É direito da população se deslocar gratuitamente. Hoje, a conta do sistema é nas costas dos trabalhadores”, afirmou o ambientalista, em entrevista ao programa “Agora é Show”, da Rádio Agora FM (97,9).

O presidente do PV defende que toda a sociedade – usuários ou não – banquem a gratuidade do transporte público. Isso diminuiria o peso dos custos com deslocamento para a população mais pobre. Um eventual aumento de impostos para cobrir a despesa seria direcionado para as pessoas de renda mais alta.

Atualmente, com a passagem custando R$ 3,90 (pagamento em cartão) e R$ 4,00 (pagamento em dinheiro), o trabalhador que recebe um salário mínimo (R$ 1.045,00) gasta cerca de 20% de sua remuneração com transporte. O professor Rivaldo Fernandes registra que isso significa menos dinheiro para alimentação e sobrevivência.

“A sociedade pagaria essa conta (para tornar o transporte gratuito). Tem que ter subsídios do governo. Não tem subsídio para a aviação? Não tem subsídio para o setor elétrico? Por que não tem subsídio para o trabalhador? O trabalhador continuaria pagando, mas bem menos do que hoje”, afirmou o professor.

Em entrevista à 97 FM, Rivaldo Fernandes “desafiou” o prefeito Álvaro Dias a adotar a gratuidade no transporte público, medida que já é realidade em algumas cidades brasileiras ao menos para algumas classes, como estudantes.

“Claro que isso teria de ser implantado de forma devagar. Mas estamos propondo que Natal tenha um transporte com tarifa zero. Isso já existe nos países mais desenvolvidos. Por que não pensar Natal como a primeira cidade do Nordeste e a primeira capital do País a implantar tarifa zero?”, questionou o professor.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.