COVID-19: motorista de Uber poderá cancelar corrida se passageiro estiver sem máscara

COVID-19: motorista de Uber poderá cancelar corrida se passageiro estiver sem máscara

Do Estado de Minas
Foto: stockcatalog/VisualHunt/Ilustração

Belo Horizonte enfrenta o momento mais crítico no sistema de saúde desde que a pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) atingiu a capital mineira. Pensando nisso, a Uber, empresa de mobilidade urbana, iniciou nesta terça-feira (12) o alerta dos novos procedimentos durante a prestação do serviço. Os clientes estão sendo notificados sobre as mudanças via e-mail cadastrado no aplicativo.

De acordo com a mensagem informativa da Uber, o uso de máscaras se tornou obrigatório dentro dos veículos enquanto os clientes realizam as viagens. O motorista poderá cancelar a corrida se o passageiro estiver sem o Equipamento de Proteção Individual (EPI).

A empresa de mobilidade afirmou estar seguindo todas as medidas de segurança recomendadas pela Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), e que os motoristas do aplicativo devem utilizar máscaras de proteção, disponibilizar álcool em gel 70%, andar com os vidros abertos sempre que possível e realizar a limpeza diária do veículo.

“A Uber não negocia sua saúde ou a dos motoristas e entregadores. Para manter a plataforma segura, é fundamental que todos estejam comprometidos com a sua saúde e a do próximo”, informou na mensagem.

Decreto municipal

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), decretou, em 22 de abril, a obrigatoriedade do uso de máscaras na capital mineira. A medida é válida para todo espaço público da cidade, transporte coletivo e para estabelecimentos comerciais.

O chefe do Executivo cogitou a possibilidade de multar, em até R$ 80, quem saísse às ruas da capital sem o equipamento de proteção, mas recuou da decisão na semana passada.

A máscara é considerada equipamento auxiliar para combater a propagação do novo coronavírus. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o isolamento social é a medida mais eficaz para conter o avanço da COVID-19. BH adota esse regime desde 17 de março deste ano.

Compartilhe esta matéria

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *