Os micro-ônibus da empresa Oceano

Os micro-ônibus da empresa Oceano

Por UNIBUS RN, em parceria com o Busão de Natal
Fotos: Acervo UNIBUS RN / Willian Nascimento / Josenilson Rodrigues

Os microônibus fizeram parte da maioria das frotas das empresas da grande Natal entre o final dos anos 1990 até a meados de 2010. Inicialmente, as empresas tiveram a ideia de operar com micro-ônibus para concorrer com o transporte clandestino, que atuava com vans. A proposta do “micro” era apresentar uma operação mais ágil que o ônibus de grande porte, garantindo que o usuário permanecesse utilizando o transporte convencional ao invés dos alternativos.

Inicialmente, o transporte de Natal chegou a ter o sistema “Ligeirinho”, que atuava como um transporte executivo. Posteriormente, as renovações passaram a ocorrer com micro-ônibus, que foram direcionado às linhas de menor demanda ou de lugares com dificuldades de manobra por parte dos ônibus.

Na Expresso Oceano, empresa criada pela Guanabara no ano 2000, os micros estiveram presentes já na sua criação. Inicialmente, a empresa atuava com ônibus que fizeram parte da Guanabara, que era quem operava tanto as linhas urbanas de Natal, quanto as linhas metropolitanas. Com a criação da Oceano, os primeiros ônibus que fizeram parte de sua frota como veículos com sua própria marca, foram micro-ônibus. Por lá, eles receberam o slogan de “Expressinho”.

Para o início de suas operações, a Oceano contou com os micro-ônibus do modelo Senior GV, da Marcopolo – em configuração semelhante aos que já faziam parte da frota de Natal, comprado pelas empresas Guanabara e Conceição no ano anterior, em 1999 – e Piccolo, da Caio. Os modelos tinham chassi Volkswagen 8-140 OD.

Posteriormente, a Oceano seguiu incluindo micro-ônibus em sua frota. O Senior G6 foi a opção escolhida pela empresa para uma nova renovação ocorrida ainda no início dos anos 2000. Os ônibus tinham a mesma configuração dos veículos adquiridos pela Guanabara para sua atuação no “Ligeirinho” em Natal, e também receberam o slogan de “Expressinho”.

Com o fim do “Ligeirinho” ocorrido em Natal, a Oceano também retirou a diferenciação da marca “Expressinho” de seus micros, readequando a pintura dos veículos, que já não estavam mais presentes na nova renovação ocorrida, também com o Senior, desta vez com a configuração de duas portas.

Parte dos Senior adquiridos pela Guanabara ainda chegaram a ser direcionados para a Oceano. Lá, eles rodaram com parte da pintura da Guanabara, recebendo pequenas adequações para a nova empresa. A transferência ocorreu como reforço de frota, e posteriormente, os ônibus foram reformados, recebendo o novo padrão de pintura adotada pela Oceano, que trocou a predominância da cor amarela, pelo branco com parachoques na cor azul.

O padrão já estava presente nos micros da empresa que atuavam no segmento intermunicipal, também do modelo Senior, e no Vicino, ambas carrocerias produzidas pela Marcopolo que também fizeram parte da frota da Oceano.

Os micros começaram a deixar a frota em meados de 2010, com o advento dos “micrões” – ônibus do modelo “midi”, de diversos modelos, que também fizeram parte da frota da Oceano. Posteriormente, toda a frota foi substituída por veículos de grande porte.

Atualmente, a empresa Oceano foi descontinuada por sua proprietária, a Guanabara, que passou a operar todas as suas linhas e voltou a atuar no sistema intermunicipal, semelhante a atuação anterior a criação da Oceano.

Compartilhe esta matéria

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *