Linhas exclusivas atendem os profissionais da saúde em quatro capitais

Linhas exclusivas atendem os profissionais da saúde em quatro capitais

Do Mobilize Brasil
Foto: Divulgação

Curitiba, João Pessoa, Fortaleza e Maceió são cidades que operam linhas especiais do transporte público para uso dos que atuam na linha de frente de combate à covid-19

Recentemente, a prefeitura de Curitiba criou uma linha exclusiva para atender profissionais que trabalham na área da saúde: são aproximadamente 9,5 mil pessoas que pegam ônibus diariamente para se locomover pela capital paranaense. O trajeto, por ora limitado à linha que faz o sentido Pinheirinho/Rui Barbosa, se estende por uma região que concentra 13 hospitais, além de clínicas e centros de diagnóstico da cidade.

A linha Expresso Exclusivo Saúde, que adota o modelo de ônibus articulado, opera desde o dia 29 de junho em dois horários, com partida dos pontos finais às 6h e às 7h no terminal do Pinheirinho, e às 18h e 19h da Praça Rui Barbosa. A tarifa é R$ 4,50, a mesma dos coletivos comuns.

“A iniciativa é uma forma de dar apoio a essa população que está na linha de frente de combate à covid-19 e que precisa se deslocar até os hospitais”, disse o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

Outras iniciativas pelo país

Antes de Curitiba implantar esse serviço de transporte exclusivo, com o objetivo de preservar a vida e a integridade de saúde destes profissionais, iniciativas semelhantes surgiram, a partir de março, em outros estados do Nordeste, a partir do momento que o país acordou para o problema da pandemia.

Em março, na Paraíba, a prefeitura de João Pessoa se adiantou e criou uma linha de ônibus exclusiva, denominada Transporte Saúde. Passado um mês, porém, o serviço deixou de ser diário, e agora vem funcionando apenas aos finais de semana, já que são os piores dias para quem não pode mesmo se atrasar, quando há menos ônibus nas ruas. Na capital paraibana, foram criadas nove linhas que circulam pelas principais rotas do transporte coletivo da cidade, e que fazem paradas bem próximo aos estabelecimentos de saúde.

Linhas também foram criadas pelo governo do Ceará, a partir de 23 de março, voltadas a profissionais da saúde das redes pública e privada. Os veículos atendem os profissionais que costumam se deslocar com o transporte intermunicipal. Há saídas de ônibus nas cidades de Maracanaú, Caucaia e Jurema, em direção à Fortaleza. Para ter acesso ao serviço, é preciso apresentar o crachá de identificação ou outro documento que comprove vínculo profissional com uma unidade de saúde. Os horários de viagem foram pensados para se adequar aos ciclos de plantão dos hospitais (7h, 13h e 19h) e as linhas são identificadas com o letreiro “Especial Saúde”.

Por fim, o governo de Alagoas começou a operar seus ônibus exclusivos no dia 10 de junho. A linha é exclusiva para quem trabalha na rede pública hospitalar de Maceió e a frota conta com dez ônibus fretados, que circulam por trajetos e horários pré-definidos, conforme as necessidades de chegada e saída dos profissionais, e suas escalas de plantão.

Compartilhe esta matéria

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *