Buser informa retorno das operações em pelo menos 100 destinos até o final de julho

Buser informa retorno das operações em pelo menos 100 destinos até o final de julho

Da Revista do Ônibus
Foto: Francisco Ivano/Ônibus Brasil/Ilustração

A Buser, aplicativo de fretamento colaborativo de ônibus para viagens interestaduais, estima retomar pelo menos 100 destinos em todo o país até o fim de julho. A startup estabeleceu uma série de medidas de segurança, como a redução pela metade dos assentos (oferecendo apenas a opção da janela), distribuição de álcool gel e, antes do
embarque, todos passam pela medição de temperatura.

“Estamos mantendo um alinhamento constante com as diretrizes municipais, estaduais, federais e respeitando todas as restrições necessárias. Sendo assim, infelizmente não podemos garantir que todos farão a viagem que precisam em um primeiro momento. Contudo, queremos que as pessoas que necessitam de transporte o tenham com segurança”, destaca o CEO da startup, Marcelo Abritta.

Nas cidades de maior movimento a empresa instalou quiosques para a higienização de bagagens. Além disso, em todas as praças atendidas, serão observadas as regras do distanciamento social.

Os motoristas além de máscaras estão todos utilizando viseiras de acrílico. E como medida complementar de segurança, são orientados a não tocar na documentação dos passageiros durante o embarque.

“As medidas que estamos tomando neste momento estão de acordo com a nova realidade que viveremos daqui para frente. A nossa prioridade é a segurança e garantia da saúde de todos nossos parceiros e clientes. Estamos retomando nossas rotas também em atenção aqueles que precisam fazer viagens essenciais e continuaremos com o objetivo de oferecer alternativas com preços mais acessíveis. Isso será crucial para a população, que ficou tão afetada pela crise”, explica Abritta.

Além de medidas sanitárias a Buser também está ampliando a segurança das viagens. A empresa instalou sensores de fadiga em 100% da frota das empresas parceiras, para prevenir acidentes. Outro equipamento que está em fase de testes é o alarme no cinto de segurança dos passageiros, que por meio de sensores instalados nos assentos será ativado automaticamente caso o passageiro se desprenda do cinto mas permaneça sentado.

Com informações do Buser Brasil

Compartilhe esta matéria

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *