Natal: Audiência termina sem acordo e greve dos rodoviários será retomada

Natal: Audiência termina sem acordo e greve dos rodoviários será retomada

Por UNIBUS RN
Foto: Andreivny Ferreira (UNIBUS RN)

A greve dos trabalhadores rodoviários de Natal será retomada. De acordo com o SINTRO / RN, sindicato que representa os motoristas de ônibus da capital, a audiência de conciliação convocada pelo Tribunal Regional do Trabalho da 21ª Região não trouxe avanço nas negociações com os empresários e, com o encerramento das tratativas, haverá o reinício da paralisação nas empresas de ônibus da capital, possivelmente, na próxima semana.

Estava prevista para anteontem, 20, uma audiência via videoconferência, mediada pela desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Wanderley de Castro, vice-presidente do TRT/RN, onde empresas e trabalhadores se reuniriam para uma rodada de negociações – o encontro virtual teria, também, participação de representante do Ministério Público do Trabalho, conforme determinação da magistrada que ordenou a marcação da audiência. O encontro seria o segundo determinado judicialmente, já que a magistrada é relatora do pedido de dissídio coletivo, impetrado na Corte Trabalhista pelo SINTRO / RN.

Entretanto, de acordo com Harley Davidson, Segundo Secretário Geral do SINTRO / RN, a audiência foi remarcada para ontem, 21, com pedido para uma reunião presencial. “O SETURN pediu um prazo de um dia ao SINTRO para que houvesse uma audiência presencial no Ministério Público do Trabalho. A desembargadora aceitou o pedido e aumentou esse prazo para 20 dias para que houvesse um entendimento. Porém, para nossa surpresa, na reunião presencial, não houve avanço nas negociações. Ao contrário: O SETURN está irredutível com relação a ter responsabilidade sobre os direitos e benefícios garantidos [na convenção coletiva]”, relata o sindicalista, que ressaltou que a representação dos trabalhadores não concordou com a posição dos empresários.

Dessa maneira, segundo Harley, não há mais condições para que haja novas rodadas de negociação. “O SINTRO, diante do representante do Ministério Público do Trabalho, deu como encerrada qualquer possibilidade de negociação. Como as negociações não fluem, registramos o encerramento das negociações na ata [da audiência]”, completa o representante dos rodoviários.

Com o resultado da audiência e o encerramento das negociações, o SINTRO / RN já tomou sua decisão sobre seu próximo passo. “Já deliberamos sobre a greve. Vamos fazer todos os trâmites direitinho, com um novo edital de publicação. Com o prazo [legal de 72 horas] vencendo, a greve será reiniciada, pelo fato de termos esse prazo de 20 dias dado pela desembargadora para negociações e, como a negociação foi encerrada, vamos novamente para a greve e esperar o julgamento do caso [no TRT]”, disse Harley Davidson.

Na entrevista ao UNIBUS RN, o representante do SINTRO explicou que, com o trâmite que será tomado pelo departamento jurídico do sindicato, a greve não será retomada imediatamente. “Acredito que a greve será retomada na próxima semana. Segunda-feira, provavelmente, deve estar recomeçando. O edital deve sair ainda esta semana para que se comece a contar as 72 horas legais”, falou Harley.

A greve dos motoristas e cobradores de ônibus de Natal começou no dia 22 de junho e foi interrompida 9 dias depois. O movimento tem como pauta de reivindicações a manutenção da data-base da categoria, vencida em 1º de maio, a disponibilização dos benefícios da convenção coletiva da categoria, como o pagamento de vale-alimentação e o plano de saúde, o pagamento correto de verbas rescisórias para rodoviários demitidos e o cumprimento de medidas judiciais que anularam demissões recentes.

O UNIBUS RN procurou o SETURN, sindicato que representa as empresas de ônibus de Natal, para comentar a retomada da greve. “Realmente, não houve avanço nessa rodada de negociações. O próprio SINTRO não trouxe nenhuma proposta e preferiu encerrar as tratativas. O mediador pegou as informações para fazer seu relatório e encaminhar para a desembargadora responsável pela ação [dissídio coletivo]. O SETURN não foi comunicado pelo SINTRO de que iriam retomar a greve. Não é do nosso conhecimento, até então, quais são as atitudes que irão adotar. Ela [a desembargadora que relata o dissídio coletivo no TRT/RN] deverá marcar a nova audiência de conciliação e não sabemos ainda quais serão os novos desdobramentos”, disse Nilson Queiroga, consultor técnico da entidade patronal.

A STTU, Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana, também foi procurada para comentar o reinício da greve dos rodoviários. Porém, até o fechamento da matéria, o contato feito pelo UNIBUS RN não foi retornado.

Compartilhe esta matéria

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *