Barcelona testa sistema de ventilação contra covid-19 no metrô

Barcelona testa sistema de ventilação contra covid-19 no metrô

Do Estadão
Foto: Aos poucos, as pessoas voltam a se deslocar usando o metrô – @barcelona_mood/ TMB

A Organização Mundial da Saúde (OMS) reconheceu recentemente a possibilidade de transmissão do novo coronavírus através da atmosfera. Por isso, tecnologias de purificação associadas a sistemas de ventilação são bem-vindas para ajudar a reduzir a disseminação da covid-19, principalmente com a retomada das atividades e dos serviços de transporte coletivo nas cidades.

Agora, a maior operadora espanhola de transporte público, a Transports Metropolitans de Barcelona (TMB), que administra oito linhas metroviárias e 156 estações do território da Catalunha, desenvolveu um programa-piloto capaz de garantir a segurança sanitária de seus passageiros.

O sistema “Respira” é baseado em inteligência artificial (IA), e permite aumentar o ar fresco em circulação dentro das instalações do sistema metroviário, além de controlar, de forma automatizada e preditiva, a umidade e a temperatura, o que também dificulta a disseminação de microrganismos em todo o sistema.

Transformação digital

A TMB tem 25% de sua frota automatizada, incluindo metrôs e ônibus urbanos, e com a implantação do Respira a empresa amplia essa transformação digital para um dos sistemas básicos na infraestrutura de metrô de Barcelona.

A solução, segundo a TMB, permite fazer a renovação do ar, por meio do envio de instruções pontuais para os ventiladores do sistema, de acordo com a hora e o dia.

A ventilação no metrô é controlada por meio de um sistema automatizado. Foto: TMB/Divulgação

O sistema Respira colhe informações em tempo real, e controla momento a momento o índice de calor presente entre passageiros e trabalhadores do metrô. Os dados incluem temperatura, umidade e qualidade do ar interno das estações, além do consumo de eletricidade.

Os dados coletados são interpretados por um algoritmo dinâmico, associado à previsão do tempo e aos níveis de ocupação esperados, que prevê as condições ambientais em todas as estações do metrô. Assim, cada ventilador instalado nas dependências do metrô obedece aos comandos disparados por essa operação, aumentando a quantidade de ar fresco vindo do lado de fora, e reduzindo os riscos de disseminação de microrganismos.

Ao tornar as viagens no metrô de Barcelona mais confortáveis, além de mais seguras sanitariamente, isso muda a experiência dos passageiros, e faz com que, gradativamente, as pessoas voltem a utilizar os serviços de transporte; essa é a expectativa da companhia.

Programa-piloto

Dados oficiais dão conta de que a circulação de pessoas na cidade catalã vem aumentando semana a semana, sendo que 86% dos deslocamentos já foram retomados. No transporte público, esse número chega a 40%. Junto a esse retorno, as tecnologias de purificação e controle do ar vêm sendo ampliadas no ambiente urbano.

O sistema Respira começou a ser instalado na Linha 1 do metrô de Barcelona. Durante os primeiros testes, o programa foi capaz de reduzir a temperatura do sistema de transporte em 1,2 °C, quando comparado a anos anteriores. O resultado motivou a TMB a ampliar o uso da tecnologia.

A partir de julho, a purificação do ar deverá ser iniciada nas linhas de 1 a 5 do metrô, que transportam 94% dos passageiros que circulam pelo sistema metropolitano catalão. O Ministério de Transportes, Mobilidade e Agenda Urbana da Espanha acompanha de perto a execução da iniciativa para avaliar sua expansão para outros locais do país.

Compartilhe esta matéria

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *