SETURN avalia mudanças das linhas como “muito positivas”; STTU afirma que alterações vão adequar a rede transportes de Natal a demanda de passageiros

SETURN avalia mudanças das linhas como “muito positivas”; STTU afirma que alterações vão adequar a rede transportes de Natal a demanda de passageiros

Por UNIBUS RN
Foto: Rubson Caetano/Ilustração/Arquivo

Semanalmente, novas mudanças no sistema de transporte de Natal têm sido anunciadas pela Secretaria Municipal de Mobilidade Urbana (STTU), órgão da Prefeitura do Natal responsável pela gestão do transporte público. Linhas têm passado por um processo de readequação, com mudanças nos seus itinerários. Algumas operações foram reduzidas, fazendo com que se tornassem linhas “circulares”, o que também proporcionou mudança na tarifa, que caiu do atual valor de R$ 4,00 para R$ 3,20.

De acordo com a STTU em nota enviada ao Portal UNIBUS RN a respeito das mudanças já realizadas, “a medida visa adequar a rede de transporte à circulação de passageiros, além de cumprir o acordo firmado em audiência referente à Ação Civil Pública nº 0836814-80.2020.8.20.5001”.

A partir desta segunda-feira, dia 14 de setembro, o percentual mínimo de ônibus circulando em Natal terá de ser 70%, após acordo celebrado pela Defensoria Pública Estadual, do Município do Natal, do Ministério Público do RN e dos sindicatos das empresas de ônibus (Seturn) e dos proprietários de transportes alternativos (Sintoparn).

Para conseguir adequar os ônibus em relação a atual demanda – que ainda é considerada baixa fora dos horários de pico – a STTU optou por realizar mudanças no sistema de transportes da capital, através da readequação de linhas. As modificações proporcionam uma rede de transportes otimizada, com menor custo operacional. Apesar disso, acabam forçando os usuários para a realização da integração temporal, no caso de complementar alguns destinos, o que também pode contribuir para a superlotação de algumas linhas.

+ Leia mais: Linhas 36 e 44 passam a ter novo itinerário em Natal

+ Leia mais: Usuários de Felipe Camarão e Jardim América terão acesso à linha 589

Na avaliação do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros do Município do Natal (SETURN), as mudanças são “muito positivas”. A consideração é feita pelo consultor técnico da entidade, Nilson Queiroga, que afirmou ao Portal UNIBUS RN que as alterações são solicitadas pelo SETURN há tempo, e “felizmente a STTU resolveu desenvolver esses estudos voltados para essa nova rede. Estamos começando a executá-la”, disse.

Segundo Nilson, as mudanças estão acontecendo de forma gradual: “Já iremos totalizar 12 linhas circulares, que são linhas de bairros, linhas curtas, de maior capacidade, e com a tarifa reduzida. Ou seja, o benefício desse encurtamento das linhas com a redução de custos, está sendo revertido para o usuário, na medida em que será cobrada uma tarifa de R$ 3,20 para esses pequenos deslocamentos, que antes ele pagava R$ 4 nas linhas normais”, explicou.

Para exemplificar os pontos positivos das mudanças, ele cita a linha 544 (Circular – Mirassol/Cidade Satélite) – antiga linha 44, que teve o itinerário reduzido e se tornou um Circular: “A linha 544 tem uma capacidade duas vezes maior do que tinha a antiga linha 44, visto que o tempo de viagem na nova linha 544 é inferior à 1 hora, enquanto (o tempo de viagem) que na linha 44 passava muito de 2 horas, indo do Cidade Satélite até o Hospital dos Pescadores, nas Rocas”, detalha.

Entre os benefícios da modificação das linhas, Nilson cita, por exemplo, que as mudanças vão diminuir a sobreposição de linhas do sistema de Natal, e até mesmo contribuir para desafogar o trânsito, na medida em que uma grande concentração de linhas em um eixo gerava transtornos à mobilidade urbana.

Ainda de acordo com Nilson Queiroga, as mudanças garantem um sistema de transporte mais racional para Natal, “com o custo operacional bem inferior àquele antigo modelo, de linhas para todos os bairros de ponto a ponto. Isso é ultrapassado, oneroso e felizmente nós estamos executando essa nova rede”, afirma.

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *