Sest Senat iniciará oferta de cursos a distância regulamentados com projeto-piloto em seis cidades

Sest Senat iniciará oferta de cursos a distância regulamentados com projeto-piloto em seis cidades

Da CNT
Foto: USP Imagens – Ilustração/Fotos Públicas

O SEST SENAT dá um novo passo em direção à ampliação da oferta de serviços e do acesso facilitado aos trabalhadores do transporte e à comunidade. A instituição passa agora a disponibilizar os cursos regulamentados e suas atualizações na modalidade a distância.

A portaria n.º 566/2020, do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), homologou, em fevereiro, os cursos do SEST SENAT. Desde então, a instituição trabalha para a adequação dos sistemas, cumprindo as exigências do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito) e dos Detrans estaduais, e para o credenciamento dos instrutores. A instituição capacitou instrutores de todo o país para atuarem como tutores de ensino a distância e já realizou a integração da plataforma EaD com o sistema de validação biométrica facial do Serpro (Serviço Federal de Processamento de Dados), conforme determinado em regulamentação.

A oferta será iniciada em um projeto-piloto, em seis cidades: Florianópolis, Chapecó e Criciúma, em Santa Catarina; Brasília, no Distrito Federal; Macapá, no Amapá; e Rio Branco, no Acre.

Os cursos serão disponibilizados na plataforma EaD do SEST SENAT (ead.sestsenat.org.br). Os conteúdos e as cargas horárias (50 horas/aula para cursos e 16 horas/aula para atualizações) são os mesmos dos cursos presenciais. No entanto, a oferta a distância segue as determinações da resolução n.º 730/2018: o aluno não pode cumprir jornada de estudo de mais de oito horas/aula por dia e deve fazer um intervalo de 50 minutos a cada quatro horas/aula.

Isso é necessário para manter o nível de concentração e aprendizado. Além disso, em Goiás e Rondônia, as unidades do SEST SENAT estão oferecendo os cursos em ensino remoto. Essa modalidade foi autorizada pela resolução n.º 189/2020 do Contran, enquanto durar a pandemia.

Nela, as aulas são ministradas ao vivo pela internet e devem contar com a participação dos alunos em tempo real. A diferença, em relação aos cursos da modalidade a distância, é que, nesta última, o estudante não precisa acompanhar as aulas ao vivo.

Os estados de Alagoas, Bahia e Sergipe também receberam autorização para o ensino remoto enquanto durar a crise de saúde.

“O SEST SENAT trabalha para facilitar, cada vez mais, o acesso dos trabalhadores, principalmente dos motoristas que estão sempre em trânsito, aos treinamentos ofertados.

Entendemos que, ao disponibilizarmos os cursos regulamentados na modalidade a distância, contribuímos para o aumento da empregabilidade, uma vez que eles são uma exigência legal para assumir determinadas funções no transporte”, afirma Nicole Goulart, diretora-executiva nacional do SEST SENAT.

Compartilhe esta matéria

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *