VWCO atinge marco de 1 milhão de veículos produzidos

VWCO atinge marco de 1 milhão de veículos produzidos

Do Portal Automotive Business
Foto: Divulgação/Automotive Business

Milionésima unidade é uma das versões do novo caminhão extrapesado Meteor, fabricado em Resende

A Volkswagen Caminhões e Ônibus celebra o marco de 1 milhão de veículos produzidos no País, 850 mil deles em Resende (RJ). O milionésimo modelo é um Meteor, versão 29.520 da nova família de caminhões extrapesados da marca, lançado em setembro no mercado brasileiro após investimentos de R$ 1 bilhão.

“Esse recorde de produção agora é fruto dos nossos esforços constantes desde o início das nossas operações em 1981, mas sobretudo a partir de nossa instalação em Resende, que teve início em 1995 com uma fábrica laboratório. Ao longo desses últimos 25 anos, investimos continuamente para garantir um processo produtivo com tecnologia de ponta. Foram R$ 5,5 bilhões destinados ao crescimento da empresa, com o mais recente ciclo de investimento previsto para terminar em 2021 e que tem grande parte dos recursos focada no lançamento dos novos extrapesados Volkswagen”, afirma Roberto Cortes, presidente e CEO da VWCO.

Do portfólio produzido em Resende até hoje, os modelos de maior volume foram os Worker, com 434 mil unidades. Os pesados Constellation, lançados em 2006, superam os 253 mil veículos fabricados. Já a família de ônibus Volksbus acumula 160 mil chassis, enquanto os caminhões leves Delivery somam 142 mil unidades. Por sua vez, os MAN TGX também montados na planta contribuem com 11 mil cavalos mecânicos.

Este ano a fábrica da VWCO na região sul-fluminense comemora 25 anos de operação. A unidade se destaca por abrigar o processo produtivo do consórcio modular, no qual a empresa divide a responsabilidade pela montagem tanto de caminhões quanto de chassis de ônibus com sete fornecedores.

Atualmente, a montadora conta com os parceiros Maxion (chassis, rodas, sistemas de freio, elétrico e combustível, suspensão dianteira entre outros), Remon (rodas e pneus), Meritor (suspensões metálicas e eixos), Suspensys (suspensões pneumáticas), Cummins e MWM International (motores e conjuntos de transmissão e embreagem), Aethra (estampados, cabines), Carese (superfície e pintura) e a Kroschu (componentes eletrônicos, revestimento interno e externo das cabines).

O mesmo modelo de produção está sendo preparado para a produção de caminhões elétricos a partir de 2021, o chamado e-Consórcio com a participação das empresas Bosch, CATL, Moura, Semcon, WEG, Meritor e Siemens.

Compartilhe esta matéria

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *