Alemanha testará trem movido a hidrogênio

Alemanha testará trem movido a hidrogênio

Da Época
Foto: Divulgação

Operadora ferroviária e Siemens anunciam planos para um modelo de trem que elimina o uso de diesel, o que corta a emissão de mais de 330 ton de CO2 por ano

A Siemens e a operadora ferroviária alemã Deutsche Bahn anunciaram seus planos para um trem movido a hidrogênio com capacidade para percorrer mais de 600 km e reduzir as emissões de dióxido de carbono (CO2).

As empresas disseram, em comunicado conjunto, que os testes do trem com motor a hidrogênio começarão em 2024, com duração de um ano. Inicialmente, o trem terá dois vagões, velocidade máxima de 160 km/h e pode ser recarregado em apenas 15 minutos.

Batizado de Mireo Plus H, o trem percorrerá três cidades do estado alemão de Baden-Württemberg, substituindo uma unidade convencional a diesel que circula na rota. De acordo com as empresas, o modelo movido a hidrogênio economizará cerca de 330 toneladas de CO2 por ano.

“As unidades de hidrogênio são uma forma avançada de propulsão livre de emissões, o que ajudará a descarbonizar o transporte ferroviário, uma contribuição significativa para atingir nossas metas climáticas”, disse Michael Peter, CEO da Siemens Mobility, em comunicado.

A Deutsche Bahn opera cerca de 1.300 trens a diesel em serviço regional e cerca de 40% de sua rede ferroviária de 33 mil km ainda não foi eletrificada. A empresa planeja eliminar os trens a diesel de sua rede até 2050.

Trem a hidrogênio

O Mireo Plus H será alimentado por uma bateria e células de combustível que convertem hidrogênio e oxigênio em eletricidade. O trem terá uma autonomia de 600 km, mas a Siemens disse que também desenvolverá uma versão com três vagões e um alcance de 1.000 km.

“Seja alimentado por eletricidade ou hidrogênio, o fator decisivo é que a energia vem de fontes renováveis”, disse o ministro dos transportes de Baden-Württemberg, Winfried Hermann, em um comunicado. “Este país quer ser um pioneiro em transporte ferroviário moderno e sustentável.”

O hidrogênio é considerado uma fonte de energia promissora para redes ferroviárias há bastante tempo. A francesa Alstom testou um trem movido a hidrogênio no norte da Alemanha entre 2018 e 2020 e expandiu o serviço para algumas rotas na Áustria.

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *