MG: Ônibus cai de viaduto e deixa ao menos 17 mortos na BR-381, em João Monlevade

MG: Ônibus cai de viaduto e deixa ao menos 17 mortos na BR-381, em João Monlevade

Do Jornal O Tempo (MG)
Foto: Divulgação (Corpo de Bombeiros MG / Jornal Estado de Minas)

Um gravíssimo acidente deixou pelo menos 17 mortos e 26 feridos em João Monlevade, na região Central de Minas. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), um ônibus de turismo caiu, de 23 metros, do viaduto Ponte Torta. O caso ocorreu no entroncamento das BRs 381 e 262, na altura do km 350, na tarde desta sexta-feira (4).

No ônibus haviam 46 pessoas, seis delas conseguiram pular antes da queda do veículo, três ficaram feridas e três saíram sem ferimento. Treze pessoas morreram no local do acidente e outras quatro no hospital. Vinte e quatro pessoas estão no hospital Santa Margarida, em João Monlevade. Outras três, sendo pai e duas crianças, uma delas um menino de 10 anos, foram encaminhadas ao Hospital de Pronto-Socorro João XXIII (HPS), em Belo Horizonte. O menino passa por cirurgia e o estado de saúde dele é grave, segundo a assessoria de imprensa do HPS.

O tenente Pedro Aihara, porta voz do Corpo de Bombeiros, contou que a situação das vítimas é muito grave. “O estado de saúde dessas pessoas é bastante grave. A maioria delas tem um quadro de traumatismo crânio encefálico e todas elas estão entubadas e com suspeita de pneumotoráx”, explicou.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, o acidente ocorreu por volta de 14h. “O veículo, que vinha de Santa Cruz do Deserto, povoado de Mata Grande, no Alagoas, saiu às 9h de desta quinta-feira (3) e seguia rumo a São Paulo/SP. Quando estava passando pela ponte, no sentido Belo Horizonte da pista, perdeu o controle do veículo após suposta falha mecânica no freio, chocando seu retrovisor com um caminhão que estava no local. Nesse momento, o condutor gritou que havia perdido os freios e o ônibus começou a voltar de ré, descontrolado, batendo na proteção lateral da ponte. Nesse momento, 6 pessoas conseguiram pular do ônibus antes que ele caísse”, explicaram os bombeiros.

Depois disso, o ônibus despencou fazendo as vítimas. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o condutor do ônibus ainda não foi localizado. “O motorista até presente momento não foi localizado, não se apresentou e a gente trabalha com a possibilidade dele ter fugido ou ter se machucado e ter sido socorrido por algum popular”, informou o inspetor Aristídes Júnior, porta voz da PRF.

A Localima Turismo, empresa responsável pelo ônibus, não tinha autorização da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) para transportar passageiros e já tinha sido notificada por três vezes por irregularidades no transporte.

Um força-tarefa foi montada para atender as vítimas. Além dos agentes da PRF, viaturas do Corpo de Bombeiros foram deslocadas para o local. Ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e particulares de Monlevade e Nova Era também seguem para ajudar no resgate. O acidente será investigado pela Polícia Civil.

Corpos são levados para o Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte: De acordo com a Polícia Civil “a perícia esteve no local para fazer os primeiros levantamentos. Os corpos serão encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) André Roquete, em Belo Horizonte, e para o Posto Médico Legal da cidade de João Monlevade. A causa do acidente será investigada”. Já há 13 corpos no IML de BH e quatro ainda no hospital.

Um inquérito foi aberto logo após o acidente. As investigações serão conduzidas pela Delegacia de Polícia Civil de João Monlevade e o laudo da perícia fica pronto em 30 dias.

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *