Volvo atinge a marca de 100 mil veículos comerciais conectados na América Latina

Volvo atinge a marca de 100 mil veículos comerciais conectados na América Latina

Por Volvo do Brasil
Foto: Divulgação (Volvo do Brasil)

A Volvo está comemorando a entrega de mais de 100 mil caminhões, ônibus e equipamentos de construção conectados na América Latina. São exatas 102,9 mil unidades conectadas no continente. No mundo, a marca está na liderança global em conectividade em transportes comerciais, com mais de 1,1 milhão de veículos conectados.

“É um marco importante para a Volvo, que foi pioneira nesta área, trazendo muitos avanços para todo o setor”, declara Deise Kindinger, gerente de conectividade da Volvo na América Latina. Consideram-se conectados aqueles veículos que tenham um módulo de comunicação operando e trocando dados com a plataforma de conectividade da marca. A empresa investe fortemente em novas tecnologias para o uso inteligente de dados com o objetivo de melhorar a operação de transporte de cargas, passageiros e de materiais. “Usando as informações coletadas, basicamente conseguimos criar serviços e soluções que fazem o mundo de transporte mais seguro e eficiente”, diz a executiva.

Ela se refere a uma série de benefícios, como mais produtividade, redução do custo operacional, mais segurança e menos emissões de poluentes. São inúmeros os serviços de conectividade oferecidos pela Volvo, que estão em constante expansão.

Controle de Velocidade Volvo: Em ônibus, a conectividade traz ganhos em segurança em busca do “Zero Acidentes”, ideal de futuro Volvo com os veículos da marca. O Controle de Velocidade Volvo é uma tecnologia que limita a velocidade dos ônibus pesados urbanos e rodoviários em trechos específicos ou críticos. É um recurso avançado que reduz remotamente a velocidade dos veículos em áreas urbanas onde há restrições de trânsito e nas imediações de hospitais e escolas, por exemplo, ajudando também a evitar acidentes em curvas perigosas, descidas de serra, terminais rodoviários e postos de pedágio.

Por meio da conectividade, a tecnologia funciona criando “cercas eletrônicas virtuais” que identificam em tempo real quando o ônibus se aproxima de pontos arriscados da rota, já pré-definidos. A velocidade é então limitada de acordo com a medida inserida pelo gestor do sistema, impedindo que o ônibus ultrapasse os valores previamente marcados. “Aplicado com sucesso em biarticulados Volvo em Curitiba (PR) e Bogotá (Colômbia), o sistema reduziu as colisões em 50% (Curitiba) e 60% (Bogotá), no ano seguinte à sua ativação”, afirma Vinicius Gaensly, gerente global de conectividade da Volvo Buses.

Outro item de conectividade dos ônibus Volvo é a Pro Active Quality, “uma ferramenta que permite a identificação prévia de problemas nos veículos e alerta as concessionárias para um reparo assertivo”, declara Alexandre Sampaio gerente de serviços da Volvo Buses na América Latina.

Redação UNIBUS RN

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *