Em Maceió, mais de três milhões de usuários já foram beneficiados com a redução das passagens de ônibus

Da Prefeitura de Maceió
Foto: Divulgação

Primeiros trinta dias da nova tarifa representam uma economia de mais de um milhão de reais para população

A história de Luciano José dos Santos, pedreiro há mais de trinta anos, tem uma relação próxima com o transporte público. É por esse meio que o trabalhador se desloca de sua casa para as obras que ajuda a erguer todos os dias. Sobre o benefício da nova tarifa, o trabalhador comenta que “é bom, sempre sobra mais um dinheirinho para comprar a passagem lá na frente” disse.

A nova tarifa, que agora é de R$ 3,35, a menor entre as capitais brasileiras, representa uma redução de 30 centavos no bolso dos maceioenses que pagam a passagem inteira, e 15 centavos para os estudantes, que já usufruem da meia passagem por lei. Os valores representam um auxílio e incremento nas contas domésticas, em meio a tantos aumentos que a sociedade tem enfrentado.

Desde a implantação da medida, foram 3.482.924 de usuários, entre passagens pagas em dinheiro, vale-transporte e escolar, totalizando uma economia que ultrapassa um milhão de reais (R$ 1.030.783,50). Um quantitativo que só é possível graças à análise permanente da Prefeitura e cumprimento do contrato com as empresas de ônibus.

O prefeito JHC considera os dados extremamente positivos, dada a preocupação da gestão municipal com os usuários do transporte coletivo. “Uma economia de quase R$ 15 no bolso do trabalhador que pega dois ônibus por dia, de segunda a sábado. Com a tarifa mais baixa do Brasil entre as capitais, reafirmamos o compromisso de trabalhar pelo povo de Maceió”, disse o gestor da capital alagoana.

O assistente administrativo, Giovani dos Santos, reconhece que o valor é pequeno, mas é uma melhoria no cotidiano dos trabalhadores “se pensarmos de uma forma geral, não é um grande impacto, mas ajuda no orçamento pessoal “, disse.

Érica Soares é auxiliar de cozinha e avalia bem o orçamento doméstico, considerando que, para o seu deslocamento diário, precisa de duas passagens ou quatro, a depender da atividade que irá desempenhar. Uma folga nas finanças, com o pagamento de passagens “hoje em dia tudo está cada vez mais caro, por isso, a redução da passagem foi uma medida muito boa”, afirmou a profissional.

O titular da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito (SMTT), André Costa, considera a nova tarifa um enorme ganho para a sociedade. “Nossa missão é analisar a mobilidade urbana da capital de forma sistêmica, com a fiscalização dos atores do transporte em Maceió. Somente assim, poderemos garantir que tudo funcione de maneira eficaz. Além disso, ampliamos a fiscalização do transporte clandestino para que os usuários tenham maior segurança e a garantia de um transporte coletivo com mais qualidade”, ressaltou o superintendente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.