FENABRAVE: Ônibus anotam queda de 31,2% no bimestre, a maior de todos os segmentos

Por Automotive Business
Foto: Divulgação (Marcopolo / Secco Comunicação)

Os licenciamentos de ônibus zero-quilômetro em fevereiro somaram 1.428 unidades, o que resultou em pequena alta de 7,8% na comparação com janeiro. Já o confronto com fevereiro do ano passado aponta queda de 22,4%. No bimestre foram emplacados apenas 2.752 veículos, um recuo de 31,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

O setor ainda é o mais afetado pela pandemia de Covid-19. Os números foram divulgados na terça-feira, 2, pela Fenabrave, entidade que reúne as associações de concessionários. A média diária de fevereiro teve 75,1 ônibus licenciados, ante 97 unidades no mesmo mês do ano passado.

“Este segmento foi e continua sendo o mais atingido pelos efeitos da pandemia. O avanço da segunda onda da Covid-19, que continua provocando restrições de circulação e cancelamento de viagens, afeta muito as empresas do setor”, afirma Alarico Assumpção Júnior, presidente da Fenabrave.

Em todo o ano de 2020 foram vendidos pouco mais de 18 mil ônibus novos na soma de modelos urbanos e rodoviários, o que resultou em queda de 33% ante 2019. Foi a maior retração do setor, consequência da redução do número de passageiros, de viagens, adiamentos de renovação e de ampliação de frotas. O momento é diferente dos caminhões, que anotaram altas nas comparações mensais e bimestral.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.