Natal: Empresas de ônibus que atuam no turismo participam de protesto por flexibilização de distanciamento social

Por UNIBUS RN
Fotos: Divulgação (SINDETRANSTUR / RN)

Na manhã desta quarta-feira, 31, uma manifestação organizada por empresários e trabalhadores que atuam em atividades ligadas ao turismo ocorreu na Zona Sul de Natal. Empresas de ônibus que atuam no turismo e no fretamento participaram do ato, que tinha como pauta a vacinação dos profissionais da área contra o COVID-19 e a flexibilização das medidas de distanciamento social adotadas pelo Governo do Estado.

A concentração do ato ocorreu em Ponta Negra e, em carreata, percorreu algumas das principais vias da zona sul da capital potiguar. O destino foi o Centro Administrativo, em Lagoa Nova, onde fica a sede da Governadoria.

Os organizadores do ato pediam uma reunião com representantes do Executivo para poderem apresentar sua pauta de reivindicações. O ato pedia a disponibilização de vacinas para trabalhadores da área do turismo, para que possam se proteger contra o COVID-19, e a flexibilização das medidas de distanciamento social adotadas pelo Governo do Estado.

As medidas de distanciamento social foram adotadas, via decreto, desde o último dia 20. Assinado pela governadora Fátima Bezerra (PT), o texto prevê, dentre outras medidas, a proibição de funcionamento de atividades comerciais que não eram classificadas como “serviço essencial”. O ato reivindica essa flexibilização, pois os trabalhadores da área de turismo foram diretamente afetados pelas restrições adotadas, já que diversos serviços ligados ao turismo não estão autorizados a funcionar.

O decreto perderá a validade na próxima sexta-feira, 02 de abril, e não há a confirmação, até o fechamento da matéria, sobre o posicionamento do Governo do Estado sobre a manutenção, ou não, das medidas de distanciamento social.

A manifestação durou toda a manhã e foi encerrada no início da tarde. Dentre os participantes, foi registrada a participação de ônibus de empresas que atuam no turismo e no fretamento de passageiros, que igualmente vem sofrendo com a diminuição de demanda com as restrições nas atividades comerciais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.