Semtas e Seturn entregam cestas básicas dentro do projeto Busão Solidário

Da Prefeitura do Natal
Foto: Divulgação (SETURN)

Cerca de 150 famílias receberam nesta sexta-feira (09) cestas básicas dentro do projeto Busão Solidário, uma parceria da Prefeitura de Natal através da Secretaria de Assistência Social (Semtas) com o Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos (Seturn). Desde o início da pandemia, quando a parceria foi firmada, já foram atendidas mais de 11 mil famílias na cidade em situação de vulnerabilidade temporária ou permanente, com um total de mais de 200 toneladas de alimentos entregues.

O projeto arrecada alimentos não perecíveis junto à população em postos instalados na rede de supermercado Nordestão. A Semtas soma-se ao Busão Solidário sendo a responsável pela triagem das pessoas que necessitam das doações, que têm que atender aos requisitos da política de assistência social.

“A parceria da Semtas com o Busão Solidário é no sentido de, sempre que há concessão de algum benefício a categorias que estão passando por alguma situação de vulnerabilidade temporária, por causa de desemprego, ou mesmo a pessoas que já estão na linha de pobreza ou em situação de vulnerabilidade permanente, seja feita uma triagem prévia perante o Cadastro Único do Município, que é quem garante que aquelas pessoas preenchem os requisitos para concessão desses benefícios”, explicou o secretário de Assistência Social de Natal, Adjuto Dias, sobre o diferencial do projeto, que recorre ao Cadastro Único para definir o público a ser atendido.

“A Semtas auxilia nesse projeto na logística das entregas das cestas, pessoal para fazer triagem nos locais, acompanhamento de toda a entrega do benefício, organização das filas. Desde o início da parceria do projeto, em 2020 foi possível atender a mais de 10 mil famílias que estavam passando por necessidade. É um projeto muito sério, já conhecemos as instalações do projeto e vale a pena abraçar”, disse.

Parceria: Na manhã desta sexta-feira foram feitas duas entregas em Natal, uma na Árvore do Mirassol, Zona Sul de Natal, com 90 cestas a integrantes da Associação dos Barbeiros e 61 para moradores do bairro Potengi, na Zona Norte. Segundo a coordenadora do projeto no Seturn, a assistente social Joábia Queiroz, a participação da Prefeitura com o trabalho de triagem feito pela Semtas é primordial para que o auxílio chegue às pessoas que realmente necessitem da assistência. “A Semtas é importante na participação do Busão Solidário porque faz toda a triagem socioeconômica. Porque não é só entregar as cestas, temos que entregar a quem realmente atende a todos os critérios de vulnerabilidade social, seja temporária ou permanente”, disse Joábia Queiroz.

“A situação não está fácil para ninguém e ajuda de uma forma incrível”, avaliou a barbeira Maria Elizabeth, contemplada no projeto de ação solidária. Ela estima uma perda de cerca de 70% de renda pelo trabalho desde o ano passado. “Estou praticamente passando o mês todo com cerca de 300 a R$350, nessa faixa”, afirma. Para Edineide Mouta, manicure, o auxílio também é bem vindo, considerando que teve uma perda em torno de 90% de sua renda desde o início da pandemia, tendo uma família de cinco pessoas. “É uma ação muito boa, porque hoje estamos todas muito necessitadas por causa da pandemia. É uma ajuda grande, para uma família de cinco pessoas e todas paradas, só eu como manicure que ainda tenho algum trabalho”, disse, lembrando que houve uma melhora na situação financeira, mas que depois voltou a um nível mais difícil.

Pandemia: Desde o início da pandemia, a Prefeitura de Natal através da Semtas intensifica ações de acolhimento às pessoas em situação de vulnerabilidade econômica temporária e risco social nas quatro zonas administrativas da cidade. O trabalho foca na entrega de cestas básicas, através de entidades, instituições e associações sociais e/ou beneficentes, que solicitam a ajuda da Prefeitura para alimentação das famílias atendidas e acolhidas nas organizações responsáveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.