Ministério do Turismo debate estratégia para aprimorar segurança no transporte de turistas e em ações de defesa civil

Do Ministério do Turismo
Foto: Zig Koch (Ministério do Turismo)

O Ministério do Turismo realizou, na última quinta-feira (24.06), duas oficinas técnicas a fim de discutir propostas e buscar soluções para aprimorar a segurança no transporte de turistas e difundir informações relacionadas à atuação da defesa civil nos destinos nacionais. Esses encontros fazem parte da elaboração do Plano Nacional de Segurança Turística, que está sendo desenvolvido pela Pasta em conjunto com a Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur). Além dos temas “Transportes” e “Defesa civil”, o documento contará ainda com ações para melhorias das relações de consumo entre empresas do setor e a prevenção à exploração sexual de crianças e adolescentes no turismo.

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, destacou a importância desses dois temas para a completa atenção à segurança turística no país. “O turista precisa se sentir seguro em todos os serviços que utiliza em nosso país. Receber orientações voltadas à segurança nos meios de transportes, bem como ter acesso a informações sobre ações assistenciais relacionadas à atuação da Defesa Civil nos destinos turísticos é essencial para melhorar a experiência desse viajante no Brasil. Tenho certeza de que vamos aprimorar a segurança no setor de Turismo da forma mais abrangente possível”, disse.

No encontro sobre transportes turísticos foi identificada a necessidade de melhoria nas informações prestadas aos turistas acerca de dicas de segurança nos diversos modais, utilização de fóruns para mapeamento de tendências e levantamento de informações, com apoio do Fórum de Mobilidade e Conectividade Turística (Fórum MOB-Tur) e dos Grupos Técnicos Ponto de Apoio a Viajantes (PAV) e Caravanismo e, ainda, do Turismo pelas Águas. Além disso, foi debatida a realização da campanha nacional de segurança no trânsito em parceria com outros órgãos, e a possibilidade de revisão da portaria que estabelece as regras e condições a serem observadas pelos prestadores de serviços de transporte turístico de superfície terrestre nacional e internacional.

Sob o tema “Defesa Civil”, as discussões levaram a algumas propostas, como: a possibilidade de parcerias com diferentes órgãos para criação de inteligência acerca de ações relacionadas ao tema e integração de sistemas de alertas contra desastres; e criação de material orientador para estabelecimentos turísticos sobre como proceder em situações extremas e cooperar com os Centros de Operações Integradas (COI) para entender possíveis convergências com o turismo.

Na última quarta-feira (23.06), o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, se reuniu com o secretário estadual de Turismo do Rio de Janeiro, Gustavo Tutuca, para discutir ações de segurança turística. Dentre as pautas, foi discutida a possibilidade da criação de um fórum de segurança turística, que reúna todas as delegacias já instaladas com foco no atendimento ao turista no país, bem como incentive a fundação de novas unidades deste tipo. O objetivo é reunir dados, trocar experiências e apoiar o desenvolvimento de políticas públicas na promoção de um turismo mais seguro.

Oficinas de segurança turística: Nas últimas semanas, o Ministério do Turismo e a Embratur promoveram uma série de encontros para debater assuntos relacionados à segurança turística no país. Além da segurança pública, a Oficina de Segura Turística planeja trabalhar em outros eixos que envolvem as seguintes áreas: Vigilância Sanitária; Relações de Consumo; Prevenção à Exploração de Crianças e Adolescentes no Turismo; Defesa Civil; e Transporte e Comunicação Positiva.

Entre as contribuições estão a possibilidade de realização de campanhas que incentivem os turistas a adotarem o “Turismo Responsável” e que impulsionem a adesão de empresas ao Código de Conduta Brasil, que tem por objetivo orientar e estabelecer padrões de comportamento ético quanto a prevenção e enfrentamento à exploração sexual de crianças e adolescentes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.