Vendas avançam pouco, outubro é o segundo pior mês do ano

Do Portal Automotive Business
Foto: Divulgação

Apesar de um tímido avanço sobre setembro (+5,4%), até agora o pior resultado mensal de 2021, outubro seguiu duramente afetado pela falta de chips na produção e fechou com apenas 150 mil emplacamentos de veículos leves e foi o segundo desempenho mais baixo do ano, de acordo com números antecipados pela Autoinforme.

Com esse resultado, outubro registrou forte queda, de quase 27%, sobre o mesmo mês de 2020 (205 mil emplacamentos), consolidando que a falta global de semicondutores para produção de veículos está causando mais estragos do que a pandemia de coronavírus no ano passado, quando a esta altura o mercado de carros e utilitários já girava acima das 200 mil unidades mensais.

Além da falta de componentes, outra explicação para o fraco desempenho é o mês mais curto para emplacamentos: outubro teve 31 dias corridos mas apenas 20 úteis e uma emenda de feriado com baixo volume de licenciamentos. Assim média diária de 7,5 mil lacrações subiu 10,6% sobre setembro e foi a maior desde junho.

No acumulado de 10 meses do ano, com 1,62 milhão de veículos leves emplacados, o resultado ainda segue positivo, mas em alta de apenas 7,7% sobre o mesmo período de 2020 – com a falta de semicondutores, esse porcentual vem caindo mês a mês e aponta para um fraco desempenho anual, um pouco acima do ano passado e insuficiente para recuperar as perdas já acumuladas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.