Ministério Público apura denúncia de violação da gratuidade a idosos em ônibus interestaduais

Da Tribuna do Norte
Foto: Andreivny Ferreira (UNIBUS RN)

O Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN) recebeu denúncias de violação a direito de idosos em transporte coletivo. A irregularidade em questão diz respeito à gratuidade no uso de ônibus interestadual, que foi denunciada à Ouvidoria do órgão. Um inquérito civil foi instaurado para apurar os fatos.

A empresa denunciada foi a Expresso Guanabara. O MPRN vai requisitar à empresa informações a respeito do cumprimento da lei de gratuidade aos idosos. Em caso de comprovação de irregularidade, o MPRN poderá ingressar uma ação civil pública na Justiça.

Conforme prevê o Estatuto do Idoso, é garantido a esse público a reserva de duas vagas gratuitas por veículos de transporte interestadual. Excedendo esse limite, as demais passagens para os idosos deve ter desconto de 50% no valor. Esses benefícios valem para os idosos que tenham renda igual ou inferior a dois salários mínimos.

O caso é monitorado pela procuradora Suely Felipe, da 42ª Promotoria de Justiça de Natal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.