Mercedes-Benz emplaca mais ônibus em 2021, enquanto VW lidera venda de caminhões

Por Automotive Business
Foto: Divulgação (Mercedes-Benz do Brasil)

O segmento de caminhões e ônibus teve um bom ano em 2021. Foram emplacadas 128,7 mil unidades, representando alta de 43,5% frente a 2020. Apenas em dezembro, a Anfavea registrou 11,9 mil licenciamentos. Foi o melhor resultado mensal desde agosto de 2021 e o melhor dezembro desde 2014.

De acordo com Marco Saltini, vice-presidente da Anfavea, parte desses números podem ser atribuídos ao crescimento do agronegócio. As vendas de caminhões pesados e semipesados, por exemplo, responderam por 76% dos emplacamentos do segmento.

VWCO lidera vendas de caminhões: A Volkswagen Caminhões e Ônibus foi a marca com o maior número de caminhões emplacados em 2021. Segundo dados da Anfavea (Associação Nacional das Fabricantes de Veículos Automotores), a marca somou 37,4 mil emplacamentos, com volume 46,4% superior ao do ano anterior.

Assim, a VWCO superou a vice-líder Mercedes-Benz por uma diferença de 4,3 mil unidades. A marca da estrela somou 33 mil unidades vendidas ao longo de 2021. O volume representa evolução equivalente à da concorrente, de 46,4% sobre 2020. A diferença na comparação com a Volkswagen Caminhões e Ônibus seria menor se somados os resultados da Mercedes-Benz Cars & Vans, mas ainda assim não garantiria a liderança. A empresa vendeu 3 mil vans no Brasil de janeiro a dezembro, com expansão de 41,9%.

Logo abaixo de VWCO e Mercedes, a Volvo fechou o ano de 2021 com 21,8 mil unidades, subindo 45,7% e abrindo uma margem considerável sobre a Scania, que emplacou 15,6 mil caminhões. Apesar do volume menor, a empresa teve o maior crescimento nas vendas entre as fabricantes do segmento, de expressivos 79,2%. O quinto lugar no ranking ficou com a Iveco, que somou 8,5 mil unidades em alta de 69,6%. Atrás da marca italiana aparece a DAF, com 5,6 mil caminhões e expansão de 46,2%.

As concessionárias Ford emplacaram em 2021 um volume remanescente de 133 unidades, em queda de 77% desde que a companhia anunciou o encerramento da operação de caminhões seguido do fim da produção local de veículos.

Mercedes-Benz fica à frente no mercado de ônibus: No segmento de ônibus, as marcas grandes perderam espaço enquanto fabricantes menores, como a Agrale, conquistaram território. Ainda assim, a Mercedes-Benz deu o troco ao manter a liderança. Do total de 14 mil chassis emplacados, a fabricante alemã registrou 5,8 mil licenciamentos, com queda de 9,6% em relação ao ano anterior. Enquanto isso, a VWCO vendeu 3,6 mil unidades com redução mais acentuada, de 13%.

A terceira posição ficou com a Agrale, que terminou o ano passado com 2,8 mil emplacamentos, com o maior crescimento do segmento, de 76,6%. Iveco (1.032), Volvo (368) e Scania (244) fecharam o top 6.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.