Internacional: Alemanha terá bilhete único mensal de transporte público por € 9 para todo país

Da Deutsche Welle
Foto: Cristoph Soeder (DPA / Picture Alliance / Via Deutsche Welle)

O Parlamento da Alemanha deu a autorização final nesta sexta-feira (20/05) para um plano que permitirá o uso do transporte público em todo o país por apenas 9 euros (R$ 47) mensais nos próximos três meses, a partir de 1° de junho. O plano faz parte de um pacote de medidas de alívio financeiro devido ao aumento dos preços da energia causado pela invasão da Ucrânia pela Rússia.

O governo também planeja um corte durante três meses nos impostos sobre combustíveis. O Bundesrat, a câmara alta do Parlamento, que representa os 16 estados federais alemães aprovou o projeto.

Os bilhetes com validades mensais a preço reduzido estarão disponíveis entre junho e agosto e poderão ser usados no transporte público de todas as cidades do país e também em trens regionais. O governo federal subsidiará as passagens reduzidas com 2,5 bilhões de euros, mas os estados e municípios devem organizar a implementação do projeto de forma independente.

Autoridades governamentais esperam que, além de reduzir custos para viajantes frequentes, os bilhetes atraiam mais pessoas para transportes públicos, mais sustentáveis.

Críticas: Mas um sindicato dos ferroviários e outras entidades expressaram preocupação de que isso levará a trens superlotados, causando atrasos e frustrações. “Muita gente que até agora tinha menos interesse no transporte público quer tentar usar mais o transporte público nos próximos três meses”, afirmou o ministro alemão dos Transportes, Volker Wissing, em discurso no Bundesrat, a câmara alta do Parlamento.

Ele reconheceu que o plano provavelmente levará a trens e ônibus cheios em algumas regiões e em alguns dias, e disse que isso exigirá “paciência e “nervos fortes”.

O corte nos impostos sobre os combustíveis será aplicado pelo mesmo período de três meses, causando uma redução de quase 30 centavos de euro sobre um litro de gasolina e mais de 14 centavos por litro de diesel. Economistas alertaram que o subsídio aos combustíveis pode reduzir a probabilidade de as pessoas mudarem para formas de transporte mais limpas.

Uma sondagem recente da emissora pública ARD indicou que 44% da população alemã acredita que “definitivamente” ou “provavelmente” vão querer usar o bilhete mensal de 9 euros. Entre esses, 60% são moradores das cidades, frente a menos de 40% de habitantes das áreas rurais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.