Prefeito de São Gonçalo cobra que Álvaro Dias comande debate sobre transporte metropolitano

Por Tribuna do Norte
Foto: Alison Diego (Ônibus Brasil)

O problema nos transportes públicos na Região Metropolitana de Natal precisa ser resolvido em conjunto. É o que defende o prefeito de São Gonçalo do Amarante, Eraldo Paiva. Na manhã desta segunda-feira (1º), em entrevista ao Jornal da Manhã, da Jovem Pan News Natal (93,5 FM), o gestor criticou as dificuldades enfrentadas pela população das cidades vizinhas a Natal que precisam se deslocar entre os municípios e a capital.

No comando do município após a morte do prefeito Paulo Emídio, de quem era o vice-prefeito, Eraldo Paiva ressaltou as ações que tem tomado na Prefeitura, principalmente com relação à valorização do funcionalismo. Para ele, contudo, o Transporte Público para a Região Metropolitana tem sido um problema sério para os cidadãos de São Gonçalo e precisa de uma ação conjunta, com o comando do prefeito de Natal, Álvaro Dias (PSDB).

Valorizando o transporte dentro de São Gonçalo, Eraldo Paiva afirmou que o município é um dos poucos do país que tem o transporte público licitado. “100% da nossa frota tem ar condicionado e acessibilidade”, disse. Porém, a necessidade de deslocamento dos moradores para Natal tem sido um empecilho. No entendimento de Eraldo Paiva, é preciso uma ampla discussão sobre a situação.

“Não se resolve o problema de uma cidade como se fosse uma ilha. Tem que ter o olhar metropolitano. A roda grande nunca entra na pequena. E quem poderia coordenar isso? A Prefeitura de Natal. Eu saio de São Gonçalo e compro no Alecrim. Saio de Parnamirim, e vou para o Natal Shopping, Midway. Natal não assume a responsabilidade de conduzir esse debate metropolitano”, disse Eraldo Paiva. “Já chamei o prefeito de Macaíba, a prefeita de Extremoz, já começamos a alinhar isso. Estamos convidando o prefeito de Ceará-Mirim. Já convidamos o prefeito de Natal também (para tratar sobre o tema).

Eraldo Paiva disse que as limitações legais impedem que o transporte entre São Gonçalo e os municípios vizinhos funcione de maneira satisfatória. Para ele, é um problema histórico e que Natal nunca teve o comando para mudar a situação. Questionado, então, se as críticas se aplicavam também ao ex-prefeito de Natal Carlos Eduardo (PDT), apoiado por Eraldo Paiva para a eleição ao Senado, o prefeito de São Gonçalo despistou.

“Cada momento tem algumas situações que não adianta tornar os diferentes iguais. Precisam montar uma base de apoio para o futuro presidente Lula. As alianças foram chanceladas por 99% do partido. Eu defendia a candidatura de Jean-Paul. Achava melhor, mas essa etapa passou e o tema está superado”, disse o prefeito de São Gonçalo do Amarante.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.